Mineiros do Atacama processam advogados que gerem os direitos de sua história

Nove dos sobreviventes cujo drama foi contado em filme com Rodrigo Santoro entraram com ação na Justiça em que acusam os representantes de "fraude"

por AFP 02/11/2015 17:29

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

MARTIN BERNETTI/AFP
Mineiros do Atacama chegam ao Quarto Juizado de Garantia de Santiago para protocolar ação (foto: MARTIN BERNETTI/AFP)
 

Nove dos "33 mineiros do Atacama" apresentaram nesta segunda-feira (2/11) uma ação judicial por fraude contra os advogados que administram os direitos pela história que protagonizaram há cinco anos, quando sobreviveram a 69 dias soterrados a mais de 600 metros.

 

O processo por "fraude qualificada, apropriação indevida, contrato simulado e prevaricação" contra os advogados Remberto Rodrigo Valdés, Fernando García e "todos aqueles que sejam responsáveis", foi apresentado pelos mineiros ao Quarto Juizado de Garantia de Santiago.

 

"Aqui há uma situação muito anômala e por isso é a Justiça que deve dirimir isso. Hoje em dia estamos sendo resgatados pela segunda vez", disse Luis Urzúa, que era gerente de turno naquele 5 de agosto de 2010, quando foi soterrado com mais 32 companheiros no fundo da mina San José.

 

Veja o trailer oficial de Os 33

 

 

Os mineiros que entraram com um processo junto com Urzúa foram Juan Aguilar, Jorge Galleguillos, Víctor Zamora, Richard Villaroel, Osmán Araya, Mario Gómez, Claudio Acuña e Ariel Ticona. "Mediante uma série de manobras fraudulentas e enganosas, aproveitando-se de sua qualidade de advogados, induzem os 33 ao erro, fazendo-lhes acreditar que tinham uma sociedade administrada por eles, para prejudicá-los e apropriar-se de quantias de dinheiro que não lhes pertencia", diz a demanda judicial dos mineiros.

 

 De acordo com o contrato, cada mineiro cedeu seus direitos em troca de um pagamento de 4 milhões de pesos (cerca de US$ 5.700). A demanda expõe o racha entre os mineiros nos últimos anos, aprofundado após a estreia em agosto passado no Chile do filme Os 33, protagonizado por Antonio Banderas e com o brasileiro Rodrigo Santoro no elenco. O filme estreou no final de outubro no Brasil.

 

 
"Nem todo mundo realmente entendeu o que está acontecendo. Temos lutado por quatro anos para mostrar que nossos direitos foram violados", afirmou Urzúa. Para o mineiro Víctor Zamora, "não se trata de brigar, de lutar contra os mineiros, porque nós somos um grupo muito unido. A divergência que temos no grupo é pelo que os advogados fizeram com a gente".



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA