'Spotlight' mostra a luta da Igreja contra pedofilia

Trama retrata a revelação de casos ocorrido em 2002 e conta com Michael Keaton, Rachel McAdams e Mark Ruffalo no elenco

por AFP 03/09/2015 15:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/YouTube
Trama é baseada em histórias reais, reveladas por jornalistas em 2002 (foto: Reprodução/YouTube)
O papa Francisco ainda tem muito a fazer para provar que a Igreja luta com seriedade contra a pedofilia, considera Thomas McCarthy, diretor do filme 'Spotlight', sobre a revelação de um escândalo envolvendo a hierarquia católica em Boston, apresentado nesta quinta-feira no Festival de Veneza.

No filme, os atores Michael Keaton, Rachel McAdams e Mark Ruffalo interpretam os jornalistas do jornal "Boston Globe" que revelaram o caso em 2002.

A investigação permitiu descobrir como a hierarquia católica local, presidida pelo cardeal Bernard Law, acobertou de maneira sistemática e cínica os abusos sexuais cometidos por mais de 70 padres em Boston e seus arredores.

Os artigos publicados renderam aos jornalistas o Prêmio Pulitzer, uma dos mais importantes do mundo.

Quase 1.500 vítimas testemunharam e o escândalo de pedofilia foi seguido por inúmeras outras revelações envolvendo membros da Igreja por todo o mundo, particularmente na Irlanda.
 
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA