Estreia da semana, 'Quarteto Fantástico' tem pouca ação

Terceiro filme sobre os heróis da Marvel tem trama focada na origem dos personagens, jovens aparentemente desajustados, que ambicionam mudar o mundo

por Carolina Braga 06/08/2015 08:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
20TH CENTURY FOX/DIVULGAÇÃO
(foto: 20TH CENTURY FOX/DIVULGAÇÃO)

Todas as vezes que clássicos dos quadrinhos ganham novas adaptações para o cinema, o primeiro aspecto a chamar a atenção é a atualização tecnológica da obra. Mesmo que não seja lançado em 3D – o formato foi cancelado pelo diretor Josh Trank – 'Quarteto Fantástico' chega nesta quinta-feira às telas com a devida repaginada em recursos visuais.

É a terceira versão cinematográfica deste clássico da Marvel. Os outros foram lançados em 2005 (também chamado 'Quarteto Fantástico') e em 2007 ('Quarteto Fantástico e o surfista prateado').

O reboot de 2015 conta sobre a origem do Quarteto Fantástico. A narrativa é linear. Acompanha Reed Richards (Miles Teller) desde a feira de ciências do colégio, quando foi descoberto pelo Dr. Storm (Reg E. Cathey) e convidado para integrar a equipe que trabalha na máquina de teletransporte. Não é uma produção com entrelinhas ou mistérios a serem desenvolvidos. Curiosamente, também tem pouca ação.

A escalação do elenco revela a atual troca de pele nos filmes de ação de Hollywood. Nenhum grande figurão. Além de Miles Teller (o garoto de Whiplash) como Sr. Fantástico, tem Kate Mara (a Zoe Barnes de 'House of cards') como Mulher Invisível, Michael B. Jordan como Tocha Humana e Jamie Bell como o Coisa. Também estão no elenco Toby Kebbell (Doutor Destino), Tim Blake Nelson (Harvey Elder) e Reg E. Cathey (Dr. Storm).

Assim como a trama dos quadrinhos, o quarteto é formado por jovens que podem parecer desajustados socialmente. O longa não apresenta isso como um grande “problema”, já que o roteiro de Simon Kinberg, Jeremy Slater e Josh Trank se concentra na dedicação deles à máquina de teletransporte. São, sim, ambiciosos e empenhados em realizar algo que faça diferença no mundo.

O Quarteto Fantástico é conhecido na história da Marvel como o início dos super-heróis atormentados por dramas humanos. Como se concentra nessa característica, apenas na metade final do filme é que o Sr. Fantástico, Mulher Invisível, Tocha Humana e Coisa aparecem. Uma decepção para quem espera ver os heróis em ação.

O longa dirigido por Josh Trank serve como abre-alas para mais uma franquia cinematográfica. O próximo já está anunciado para 2017.

Saiba mais

A pioneira


'Quarteto Fantástico' é considerada a primeira série de super-heróis moderna da Marvel Comics, publicada  bimestralmente a partir de 1961. Foi a partir do sucesso de Sr. Fantástico, Mulher Invisível, Tocha Humana e Coisa que surgiram personagens como Hulk, Homem-Aranha e outros. Entre as quebras de paradigmas introduzidas pelo quadrinho está a ausência de uniformes – pelo menos no início – e também a valorização de dramas humanos.


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA