A quarta chance de Marc Lawrence como diretor

Escritor, que foi responsável por títulos como 'Amor à segunda vista' trabalha para sair das armadilhas do próprio roteiro em 'Virando a página'

por Sérgio Alpendre' 26/06/2015 12:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Diamond Filmes/Divulgação
Marisa Tomei e Hugh Grant: a estudante e o professor roteirista que tenta driblar o fracasso (foto: Diamond Filmes/Divulgação)
'Virando a página' é o quarto e melhor filme escrito e dirigido por Marc Lawrence (roteirista de 'Miss Simpatia' e outros sucessos) e o quarto com o inglês Hugh Grant como ator principal. Nos três primeiros, Grant contracenou, respectivamente, com Sandra Bullock ('Amor à segunda vista'), Drew Barrymore ('Letra e música', com o qual 'Virando a página' tem algumas similaridades) e Sarah Jessica Parker ('Cadê os Morgan?').


A direção de Lawrence, contudo, não consegue ultrapassar as armadilhas de seus próprios roteiros, resultando em filmes típicos de roteirista – irregulares e flácidos. 'Virando a página' também é irregular, mas desta vez os acertos levam grande vantagem.

Grant interpreta Keith Michaels, roteirista que não encontra mais chance em Hollywood e vai a uma cidade da costa leste americana substituir um professor numa universidade. Ele é o que na música chamamos de “one hit wonder”, ou seja, aquele que alcançou grande sucesso uma vez, mas nunca mais conseguiu repetir a experiência, acumulando roteiros fracassados e encontrando as portas de trabalho devidamente fechadas.

Como professor, Keith é um fracasso ainda maior. Não tem a menor ideia do que deve fazer em aula, mas, como precisa do emprego, trata de aprender na marra.

Sua situação melhora, por um lado, quando conhece Holly (Marisa Tomei), aluna experiente que vai ajudá-lo a desenvolver uma didática com os alunos. E piora por outro porque ele se envolve com uma das estudantes, Karen (Bella Heathcote), menor de idade que procura em amantes mais velhos um substituto para o pai ausente. Estamos, então, no terreno tipicamente americano da segunda chance, e Keith terá a oportunidade de reescrever sua vida.

No elenco, são bem-vindas as presenças de J. K. Simmons (vencedor do Oscar por 'Whiplash'), como o diretor da universidade, e de Allison Janney (de 'A espiã que sabia de menos'), como uma conceituada e poderosa professora com quem Keith tem atritos constantes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA