Hebe Camargo ganhará cinebiografia e musical sobre a trajetória artística

A apresentadora de tevê, morta em setembro de 2012, era chamada de Rainha da Tevê por seus admiradores

por Gabriel de Sá 25/03/2015 10:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Rede TV!/Divulgação
(foto: Rede TV!/Divulgação)
Hebe Camargo é uma das ausências mais sentidas da televisão brasileira. Morta em setembro de 2012, aos 83 anos, a apresentadora paulista reinou por algumas décadas em programas de entretenimento e entrevistas dedicados a todas as classes sociais e faixas etárias. Não à toa, era chamada de Rainha da Tevê por seus admiradores. Esses fãs poderão matar um pouco as saudades da artista em breve.

Familiares de Hebe planejam um longa-metragem e um musical baseados na trajetória dela, que teve início no rádio, nos anos 1940, e ganhou todo o país na década seguinte, com a implementação do aparelho televisor no país.

 

“Estamos em fase de planejamento e negociação dos projetos. Ainda não há definição de diretor, roteiro e artista para nenhum do dois produtos”, disse Cláudio Pessutti, sobrinho e ex-empresário de Hebe. “Mas muita coisa boa vem por aí. Nossa ideia é perpetuar e celebrar o legado da Rainha da Televisão. O papel dela foi fundamental na comunicação. Seu perfil autêntico e magnético faz muita falta na tevê brasileira”, acredita Pessutti.

Amigo de longa data de Hebe, o colunista social cearense Lázaro Medeiros vibrou com a notícia de que a artista ganhará as telonas. “Marília Pera, que canta e interpreta muito bem, seria perfeita para vivê-la no cinema. Ambas têm o perfeccionismo como uma das principais características”, opinou ele. “Acho que Claudia Raia faria bem o papel também”. Lalá, como é conhecido, acredita no sucesso do projeto, desde que não se abra mão da alegria que marcou toda a trajetória da amiga.

Desde que começaram os rumores acerca de um filme sobre Hebe Camargo, muitos nomes foram cogitados para interpretá-las. Tudo não passa de especulação, já que o projeto ainda está engatinhando. Adriana Esteves, atualmente no ar em 'Babilônia', da TV Globo, Mariana Ximenes e Antônia Fontenelle foram algumas das atrizes que encabeçaram a lista de apostas. Em comum, o fato de todas serem loiras, uma das marcas de Hebe. Cacá Diegues estava cotado para dirigir a cinebiografia, mas teve de desistir por problemas de agenda.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA