'Jogos vorazes' supera 'Amanhecer' e tem a maior estreia do cinema no Brasil

Terceiro filme da franquia, que chega às telonas na quarta-feira, será exibido em mais da metade das salas de cinema no país

por Mariana Peixoto 18/11/2014 09:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paris Filmes/Divulgação
Jennifer Lawrence é a heroína de uma história com ingredientes de ação e romance. E ainda causou polêmica na internet (foto: Paris Filmes/Divulgação)
Não dá para fugir, mesmo que se queira. 'Jogos vorazes: a esperança – Parte 1', terceiro filme da mais bem-sucedida franquia cinematográfica teen desde 'Harry Potter', chega amanhã aos cinemas brasileiros batendo recordes. A partir de quarta-feira, um dia antes das estreias semanais, o longa-metragem dirigido por Francis Lawrence passa a ser exibido em 1,4 mil salas de todo o país. É a maior estreia de um blockbuster – o recorde, até então, pertencia à 'Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2' (2012), que chegou a 1,3 mil salas. Ambos sequências da mesma distribuidora, a Paris Filmes, tomaram de assalto, cada um a seu tempo, metade dos cinemas no Brasil (atualmente, são 2.765 salas).

Ou seja, renda-se às aventuras da heroína Katniss Everdeen ou então tente encontrar alguns horários para o que sobrar para as dezenas de filmes em cartaz no país. Nesta terça-feira, antecipando a estreia, haverá sessões à meia-noite para os fãs mais afoitos – em Belo Horizonte, serão seis exibições. Mantido sob sigilo também para a imprensa, o filme só terá uma exibição para a crítica brasileira antes da estreia, hoje pela manhã, em São Paulo.

Há muitos apelos para assistir a este filme que vão além da luta por sobrevivência de uma jovem e um povo oprimidos pelos desmandos do poder numa sociedade dividida. O ator Philip Seymour Hoffman morreu em 2 de fevereiro em Nova York, uma semana antes do fim das filmagens. Ele chegou a filmar todas as cenas importantes da narrativa – tanto desta quanto da segunda parte. Cenas menores foram incorporadas por outros personagens. Desta maneira, 'Jogos vorazes' é o último filme do vencedor do Oscar.

PARIS FILMES/DIVULGAÇÃO
Philip Seymour Hoffman, que morreu em fevereiro, já havia gravado todas as suas cenas (foto: PARIS FILMES/DIVULGAÇÃO)
Além disso, a protagonista da saga, Jennifer Lawrence, virou alvo de escândalo recente. Fotos da atriz nua foram parar na internet graças à ação de um hacker, gerando uma discussão mundial sobre privacidade na web. Sua nova interpretação de Katniss é a primeira atuação de Jennifer desde a divulgação das imagens.

Ainda há outras razões de menor apelo para ir ao cinema. Outra grande atriz – o elenco da franquia sempre primou por misturar atores experientes e de respeito a jovens em ascensão no universo de Hollywood –, Julianne Moore, passa a integrar a equipe do filme. A trilha sonora ficou sob a responsabilidade da atual queridinha da música pop, a neozelandesa Lorde, que convocou nomes como Kanye West, Chemical Brothers e Grace Jones para colaborarem nas músicas.

Marketing No Brasil e no mundo, há uma pesada campanha de marketing sendo promovida. Há ações on-line, os tradicionais pôsteres e anúncios, como também ações diversas como a marca da franquia em sanduíches, sorvetes, esmaltes, revistas em quadrinhos e outras mais direcionadas. Neste fim de semana, uma série de cidades recebeu flashmobs que ganharam registro na internet.

Dessa maneira, mesmo quem passar longe das salas de cinema nas próximas semanas não ficará incólume a 'Jogos vorazes'. E até o mais cético espectador pode se encantar com a narrativa. Fruto de uma explosão do consumo teen recente, que tem como marco a saga 'Harry Potter', 'Jogos vorazes', nascido a partir da trilogia best-seller de Suzanne Collins (65 milhões de exemplares vendidos apenas nos EUA), tem um enredo que mexe com diferentes públicos por causa dos temas que toca.

Traz um triângulo amoroso como outro fenômeno recente, a saga 'Crepúsculo', mas ainda explora aventura, ação e um quê de fantasia. Toca em assuntos universais, como exclusão social e preconceito, expondo efeitos da guerra como fome e opressão. Neste terceiro filme, a heroína do miserável Distrito 13, Katniss Everdeen, descobre que, para salvar o companheiro Peeta Mellark (Josh Hutcherson), deve, mesmo contra a vontade, incorporar a figura de líder.

“Emocionalmente, Katniss é uma estrangeira em terras estranhas quando a história começa. Este é o momento no qual ela percebe que não poderá ficar parada fazendo nada”, afirmou Francis Lawrence em entrevista recente. Diretor de três dos quatro filmes da franquia, ele já filmou a última parte, que estreia exatamente daqui a um ano. Caso os números da bilheteria da parte inicial de 'A esperança' sejam tão superlativos quanto os das sequências anteriores, o fim da saga de 'Jogos vorazes' promete não deixar espaço para mais ninguém nas salas de exibição.
 
Assista ao trailer de 'Jogos vorazes: a esperança – Parte 1':
 

 
Franquias fantásticas

WARNER/DIVULGAÇÃO
(foto: WARNER/DIVULGAÇÃO)
•  Harry Potter (foto)
– É o “pai” da atual geração de franquias teen. Foram oito filmes entre 2001 e 2011, que renderam US$ 7,7 bilhões. Para não deixar o filão morrer, está previsto para 2016 Animais fantásticos e onde habitam, também de J.K. Rowling, que introduz novos elementos do universo Harry Potter.

•  Crepúsculo  – A saga que impulsionou o boom de vampiros tanto no cinema quanto na literatura rendeu cinco filmes. O lucro foi de US$ 3,3 bilhões. O sucesso foi tão grande que gerou uma série de fanfics, o mais famoso dele Cinquenta tons de cinza, um Crepúsculo com doses sadomasô cuja primeira adaptação cinematográfica (aí para um público mais adulto) estreia em fevereiro.

FOX/DIVULGAÇÃO
(foto: FOX/DIVULGAÇÃO)
• 
Percy Jackson (foto) – Série fantástica de Rick Riordan sobre um adolescente hiperativo e disléxico que se descobre semideus. Em suas missões, ele tem que salvar a humanidade. Já houve duas adaptações para o cinema, em 2010 e 2013.

•  Dezesseis luas – São quatro livros que formam a série Beautiful creatures, que mistura romance e sobrenatural no Sul dos Estados Unidos. Ainda que com elenco estelar – Jeremy Irons e Emma Thompson, entre outros – o filme, do ano passado, teve uma bilheteria pequena. Há incerteza quanto a uma segunda produção no cinema.

•  Instrumentos mortais  – Seis livros de fantasia escritos por Cassandra Clare que já venderam 200 milhões de exemplares no mundo. O primeiro filme, lançado em 2013, trata da história de uma garota que sai em busca da mãe desaparecida ao lado de um grupo de amigos. Quando chega a Nova York, descobre uma cidade repleta de demônios, fadas e magos. Há a previsão de uma continuação, sem data confirmada.

•  Divergente  – Comparada a Jogos vorazes, a série de livros de Veronica Roth é ambientada em Chicago, cidade dividida em cinco facções. Sua protagonista é uma jovem que ameaça destruir o sistema implantado na cidade. O primeiro filme foi lançado este ano e o segundo será lançado no próximo.

FOX/DIVULGAÇÃO
(foto: FOX/DIVULGAÇÃO)
• 
Maze Runner (foto) – O primeiro filme inspirado na tetralogia de James Dashner estreou este ano. Misto de ficção científica, ação e mistério, trata da história de um garoto que perde a memória e vai parar no espaço, onde encontra outros jovens na mesma situação. A sequência está prevista para 2015.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA