Resultado da autópsia de Robin Williams sai em novembro

Análises pendentes atrasaram divulgação oficial de causa da morte do ator

por Agência Estado 01/10/2014 20:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
REUTERS/Mario Anzuoni
(foto: REUTERS/Mario Anzuoni)
O resultado da autópsia realizada no corpo do ator Robin Williams, que foi encontrado morto em 11 de agosto, será divulgado apenas no dia 3 de novembro, informou a polícia do condado de Marin nessa terça-feira, 30. O médico legista ainda espera o término das análises clínicas para encerrar o relatório. Inicialmente, os exames toxicológicos ficariam prontos em, no máximo, seis semanas. No entanto, em nota oficial, foi informado que ainda restam análises pendentes para determinar a causa da morte.

Carreira
Vencedor do Oscar de melhor ator por seu papel em Gênio Indomável (1998), Williams conquistou as telonas em filmes como Bom Dia, Vietnã (1987) e Uma Babá Quase Perfeita (1993). No entanto, foi um drama que rendeu a ele o Oscar de melhor ator coadjuvante: em Gênio Indomável (1997), ele interpretou o terapeuta Sean Maguire.

Em 2011, quando lançou o filme Happy Feet: O Pinguim 2, ele falou sobre a cirurgia no coração à qual se submeteu em 2009. "A operação foi há dois anos e continuo bem. Não senti medo, pelo menos uma vez tomei a decisão certa", disse à agência EFE. Recuperado da recaída que teve em 2006 à dependência alcoólica - na época, o ator não bebia havia 20 anos - Williams disse ter a sorte de estar vivo.

Na época do lançamento da animação, ele deu entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo. Quando perguntado sobre seu bom humor disse: "Não, não sou sempre assim e é estranho, porque as pessoas esperam que eu seja. Uma vez, uma senhora me cutucou no aeroporto e me pediu para fazer algo engraçado. É como passar por Baryshnikov e gritar: 'Dance, seu desgraçado'. Não funciona assim. Uma noite eu estava lendo para minha filha, ela tinha três anos. Eu estava todo animado e ela me cortou, dizendo: 'Pai não faça vozes. Só leia a história'".

Em 2009, o ator apresentou o espetáculo de stand-up Armas de Destruição de Massa. Na ocasião, ele abordava temas pessoais, incluindo o alcoolismo. Ainda em entrevista ao Estado, disse que o palco foi terapêutico por tê-lo ajudado a falar de momentos difíceis, como a cirurgia no coração.

Um novo filme do ator, Uma Nova Chance para Amar, estreou no País no último dia 18 de setembro. Williams deixou sua participação concluída em outros filmes, como O Que Fazer? e Boulevard, ainda sem estreia prevista por aqui.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA