Festival 'É tudo verdade' começa hoje com exibição de 'Homem comum'

Documentário de Carlos Nader abre mostra no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna

por Carolina Braga 24/07/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
É Tudo Verdade/Divulgação
Cena do filme 'Homem comum': o diretor Carlos Nader e o personagem, o caminhoneiro Nilson de Paula (foto: É Tudo Verdade/Divulgação)
O 'É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários' começa nesta quinta-feira em Belo Horizonte sua itinerância pelo Brasil e os escolhidos para a abertura são os vencedores nas categorias nacional e internacional da edição de 2014. A abertura, esta noite no Oi Futuro Klauss Vianna, exibe o brasileiro 'Homem comum', de Carlos Nader. Na sexta, será a vez do vencedor estrangeiro, 'Jasmine', de Alain Ughetto. Os dois filmes têm em comum o envolvimento pessoal dos realizadores.

A produção brasileira registra percurso de 20 anos na vida do cineasta e o personagem escolhido por ele: o caminhoneiro Nilson de Paula e sua família. Obviamente, ao longo desse tempo, a ideia que ele tinha para o filme se transformou. Do projeto original de fazer um paralelo com o longa dinamarquês 'A palavra', de Carl Dreyer, 'Homem comum' resultou em um trabalho surpreendente.

Já em 'Jasmine', o francês Alain Ughetto usa a linguagem da animação para contar o romance que viveu com uma mulher iraniana. O diretor combina imagens em super-8, rodadas na década de 1970, a técnicas de stop-motion com massinha. A narrativa foi construída a partir de cartas que Ughetto trocou com Jasmine.

Até domingo, a edição itinerante do É Tudo Verdade exibirá em Belo Horizonte outros nove títulos. O festival realizado em São Paulo é considerado o principal evento latino-americano dedicado à produção não ficcional.

SOLBERG A cineasta Helena Solbert será a convidada especial do É Tudo Verdade em BH. Além de participar da apresentação dos filmes A conexão brasileira: 'A luta pela democracia' e 'Vida de menina', também estará em um debate com Amir Labaki, diretor do festival. O encontro será neste sábado, depois da sessão marcada para 16h. No mesmo dia, a jornalista Mariana Tavares lança o livro 'Helena Solberg, do Cinema Novo ao documentário contemporâneo', dedicado à analisar a obra da diretora.
 
É TUDO VERDADE
Nsta quinta-feira, às 20h. Abertura e exibição de 'Homem comum', de Carlos Nader. Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, Avenida Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras. Informações: (31) 3229-3131. Entrada franca. Retirada de ingressos uma hora antes da sessão.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA