Projeto que exibe antigos filmes em cópias restauradas digitalmente atrai público de todas as idades

Neste sábado e domingo a oportunidade é de rever 'Grease - Nos tempos da brilhantina'

por Ana Clara Brant 27/06/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cinemark/Divulgação
(foto: Cinemark/Divulgação)
A sessão foi no escurinho do cinema de uma noite de 2014. Mas bem que poderia ter sido numa noite de 1977, quando o filme foi lançado. Numa sala praticamente lotada do Cinemark, em Belo Horizonte, a atração era 'Os embalos de sábado à noite', longa-metragem protagonizado por John Travolta, que vive o jovem Tony Manero, um excelente dançarino de disco. A exibição fazia parte do Clássicos Cinemark. O projeto, que teve início em maio, em 32 complexos da rede em todo o Brasil, está exibindo obras cinematográficas antológicas em alta definição, entre elas 'Táxi driver', 'Pulp fiction' e 'Laranja mecânica'. As próximas atrações são 'Grease' e 'Bonequinha de luxo'.

O sucesso de público tem surpreendido os próprios promotores. Tanto é que, para o próximo semestre, já anunciaram nova temporada com produções consagradas como 'O poderoso chefão', 'Forrest Gump – O contador de histórias', 'Império do Sol', 'História sem fim', 'Quanto mais quente melhor' e 'Lawrence da Arábia'. “Foi uma grata surpresa. As sessões estão com cerca de 60% de ocupação, percentual muito maior do que esperávamos. Vamos até ampliar o número de cidades do projeto”, adianta Bettina Boklis, diretora de marketing da Rede Cinemark.

O casal Luciano Rodrigues, de 65 anos, e Cleusa Moreira, de 60, é fã de 'Os embalos de sábado à noite'. Chegaram a assistir quando o filme foi exibido originalmente, no fim dos anos 1970, e adoraram a ideia de revê-lo na tela grande e em cópia restaurada digitalmente. “Nem conhecia meu marido quando vi pela primeira vez. Foi no velho Palladium e eram os tempos da minha juventude. Eram as músicas que embalavam nossas saídas para a discoteca. É muito bacana voltar ao passado”, diz Cleusa.

Luciano conta que foi o filho Marcos Moreira, de 21, que já tinha visto 'Laranja mecânica', quem avisou os pais sobre a novidade e eles não pensaram duas vezes sobre o programa. “Agora veio a família toda. É diferente ver no cinema. Já tinha assistido 'Os embalos…' na TV, mas na telona é outra coisa”, acrescenta Marcos, ao lado da namorada, Maíra Soares, de 21 , que já está de olho na programação dos clássicos que vão entrar em cartaz na sequência. “Vi que vai ter 'O poderoso chefão' e 'Quanto mais quente melhor'. Quero ir em todos”, avisa ela.

Era para ser uma surpresa para a esposa Angélica Gonçalves Rios, de 50, mas a reportagem “estragou” o programa. O marido, Wagner Gonçalves, preparou uma noite especial para o casal e avisou à mulher que veriam um filme diferente, mas sem anunciar o título. “Só disse que iríamos a uma sessão de cinema e que, com certeza, ela iria gostar muito, já que sabia que ela iria adorar rever este filme, ainda mais na telona”, comenta Wagner. Mas a esposa não se importou. “Nossa, amei. 'Os embalos de sábado à noite' é um dos meus filmes favoritos, porque me lembra a minha adolescência”, destacou Angélica.

Encontrar pessoas como ela é bastante comum entre os frequentadores do projeto, ressalta a diretora de marketing da rede de salas de exibição. Como o perfil dos longas é variado, isso se reflete no público. Há gente de várias idades e gostos, mas todas apaixonadas por cinema. “Ocorre muito de o pai levar o filho, ou vice-versa. Gente que já ouviu falar no filme, mas nunca o assistiu e quer ter essa oportunidade. O que percebemos é que muitos querem ter uma experiência diferente. Jamais imaginamos que as pessoas iam pagar, mesmo que não seja um preço muito alto, para ver algo que está disponível na TV, no Netflix ou em DVD. Isso prova como o cinema ainda tem uma magia”, analisa Bettina.

Trilha sonora

Os amigos Daniel Martins, de 18, e Fernanda Lana, de 19, estavam vagando pelo shopping tentando decidir o que veriam. Os dois acharam interessante a proposta de rever algo antigo na tela grande, principalmente porque nunca tinham assistido à produção estrelada por Travolta. “Cinema sempre é um risco, mas neste caso pelo menos sabemos que é um filme de sucesso. Achei esse projeto muito interessante”, declarou Daniel.

Fernanda Lana, que já está ansiosa para ver Bonequinha de luxo, que será exibido no começo de julho, se surpreendeu com Os embalos de sábado à noite. A estudante destacou os padrões de beleza e comportamento da época e aprovou principalmente a trilha sonora com clássicos dos Bee Gees, como as canções Stayin alive, How deep is your love e Night fever. “Não sabia que todas aquelas músicas conhecidas faziam parte desse filme e o mais legal é que a imagem dele não o deixou com aquela ar de tão antigo”, diz.

Lá e cá

Clássicos Cinemark é inspirado pelo sucesso do formato nos Estados Unidos, onde mais de 1 milhão de espectadores já assistiram aos filmes desde 2012. Desde então, o projeto foi repetido em outros países. No momento, as salas de cinema norte-americanas estão exibindo produções temáticas, como clássicos ganhadores de Oscar ou filmes estrelados por atores que ganharam a estatueta.

Travolta

O ator John Travolta é a estrela da primeira temporada do projeto. Ele está à frente dos musicais 'Os embalos de sábado à noite' (1977) e 'Grease' (1978), e foi visto também em 'Pulp fiction' (1994). São dois momentos da vida do astro: o auge da carreira, quando jovem, e o retorno histórico sob a direção de Quentin Tarantino. John Travolta completou 60 anos em fevereiro.

fique ligado

» 'Grease'
dias 28, 29 de junho e 2 de julho

» 'Bonequinha de luxo'
dias 5, 6 e 9 de julho

No Cinemark do Pátio Savassi, Diamond Mall e BH Shopping. Horários: sábado, às 23h55; domingo, às 12h30; e quarta, às 19h30. Os ingressos poderão ser adquiridos pelo site www.cinemark.com.br ou nas bilheterias dos cinemas participantes, pelo valor fixo de R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA