Carreira de Eli Wallach foi marcada por mais de 150 papeis

Ator se tornou conhecido pelo western spaghetti 'Três homens em conflito', de Sergio Leone

por Estado de Minas 26/06/2014 10:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução internet
Americano de origem judaica, EliWallach não foi indicado ao Oscar,mas recebeuoprêmio honorário em 2010 (foto: Reprodução internet)
Hollywood perdeu uma de suas maiores estrelas. Eli Walach morreu aos 98 anos, como informou sua filha Katherine Wallach ao jornal The New York Times. As causas da morte ainda não são conhecidas. Norte-americano de origem judaica, o veterano Eli Walach ficou famoso pela atuação no western spaghetti italiano 'Três homens em conflito' ('The good, the bad and the ugly', 1966), último filme da trilogia dos dólares de Sergio Leone e apontado pela crítica e pelos fãs como um dos melhores westerns de toda a história do cinema.

No filme, considerado o primeiro do gênero, Wallach interpretou o bandido mexicano Tuco, que acompanhava Clint Eastwood e Lee van Cleef. Os três pistoleiros competem para descobrir uma fortuna em ouro confederado enterrada. Tudo em meio ao violento caos de tiroteios, enforcamentos, batalhas da Guerra Civil americana e campos de prisioneiros.

Um dos mais produtivos atores de todos os tempos, Eli Wallach atuou em mais de 150 papéis, tanto no cinema como em séries televisivas, e trabalhou ao lado de estrelas como Francis Ford Coppola, Michael Douglas, John Ford, Clark Gable, John Huston, Sergio Leone, Marilyn Monroe, Al Pacino, Gregory Peck e Kate Winslet, além do já citado Clint.

O ator nunca foi indicado ao Oscar, mas, em 2010, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas concedeu a ele um prêmio honorário. E o definiu como "um verdadeiro camaleão, que podia encarnar um espectro de personagens sem qualquer tipo de esforço, sem esquecer de deixar sua inimitável marca em cada um deles". As últimas aparições do ator foram em 2010, nos filmes Wall Street: o dinheiro nunca dorme e O amor não tira férias.

A carreira Nascido no Brooklyn em 1915, Wallach também teve uma sólida carreira no teatro e na televisão. Casado e com três filhos, estreou como ator de teatro antes de entrar, em 1948, para o respeitado Actors Studio. Em 1950, ganhou um Tony, o Oscar do teatro, por seu papel em A rosa tatuada, de Tennessee Williams, no qual interpretou um motorista de caminhão que conquista uma viúva italiana. A atriz que contracenou com ele, Maureen Stapleton, também ganhou um Tony por seu papel.

Com mais de 40 anos, Eli Wallach estreou no cinema, em 1956, com 'Boneca de carne', sob direção de Elia Kazan. Atuou no clássico 'Sete homens e um destino', de John Sturges (1960), junto a grandes figuras como Yul Brynner, Steve McQueen, Charles Bronson, James Cobourn e Robert Vaughn. Também participou de 'Os desajustados', de John Huston (1961), junto com Clark Gable e Marilyn Monroe; 'Lord Jim', de Richard Brooks (1965), ao lado de Peter O’Toole; e em 'Como roubar um milhão de dólares', de William Wyller (1966), com Audrey Hepburn e novamente Peter O’Toole.

Mas foi seu papel de Tuco, um bandido com a cabeça a prêmio, cúmplice de Blondie (Clint Eastwood) e Angel Eyes (Lee van Cleef) em 'Três homens em conflito' que ele conquistou a fama mundial. A trama ocorre durante a Guerra de Secessão dos Estados Unidos, e os protagonistas (Blondie é o bom, Angel Eyes é o mau, e Tuco o feio, do título original) são, respectivamente, um caçador de recompensas, um assassino disfarçado de sargento do Norte e um ladrão que busca um tesouro em moedas de ouro que nenhum deles pode encontrar sem a ajuda do outro, por isso, ao menos aparentemente, colaboraram entre si.

 Lançado em 1966, Três homens em conflito é a terceira parte da trilogia do dólar, do diretor italiano Sergio Leone, que já havia reunido Eastwood con Lee van Cleef em Por um punhado de dólares a mais (1965) e com Gian Maria Volonte em Por um punhado de dólares (1964). Os três filmes com a trilha sonora magistral de Enio Morricone. Do filme de 1966, atualmente estão vivos Eastwood e Morricone. De Sete homens e um destino, o único sobrevivente é Robert Vaughn, de 81 anos.

 Wallach também atuou em 'O poderoso chefão 3', de Francis Ford Coppola (1990), onde encarnou Joe Altobello. Ele atuou também em um dos grandes sucessos do cinema francês, 'O cérebro' (1969), de Gérard Oury, com Jean-Paul Belmondo, Bourvil e David Niven.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA