Cine Humberto Mauro promove a segunda mostra Cinema e rock'n' roll

por 11/05/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jonathan Wenk/Divulgação
O cantor Bob Dylan é personagem da cinebiografia 'Eu não estou lá' (foto: Jonathan Wenk/Divulgação)
De terça a 21 deste mês serão exibidos 14 filmes de diretores como Brian De Palma, Gus Van Sant e Todd Hayne. Ganham destaque obras de ficção que exploram a relação entre o ritmo musical e a sétima arte, todas com apuro técnico e estético e com grande representatividade para o público. Os filmes foram feitos entre os anos de 1960 e 2000 e representam diferentes possibilidades de narrativa cinematográfica desenvolvidas nesse período.

A inventividade e a diversidade também são marcas dessa mostra que combina filmes como The Wall, uma animação musical produzida em 2012 baseada no álbum homônimo de Pink Floyd, altamente metafórica, a obra conta a história do rockeiro Pink; Eu não estou lá, cinebiografia pouco convencional do compositor norte-americano Bob Dylan narrada a partir de episódios marcantes de sua vida e trajetória artística, fora da ordem cronológica; e do mockumentary, falso documentário, Isto é Spinal Tap, que acompanha a primeira turnê norte-americana da banda de heavy metal Spinal Tap, um quarteto com 20 anos de existência, cujos bateristas sempre morrem de maneira absurda e que enfrenta o ostracismo em busca do sucesso.

A mostra ainda vai exibir filmes raros, como Os Monkees estão de volta, de Bob Rafelson; Help!, de Richard Lester, Privilégio, de Peter Watkins, e O fantasma do paraíso, de Brian De Palma. A obra retrata a história de um famoso produtor de discos que rouba de um desconhecido compositor uma cantata que retrata a trajetória de Fausto. Os filmes e horários das sessões, todas com entrada franca, estão disponíveis no site www.fcs.mg.gov.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA