'Faroeste', longa escrito e dirigido por Abelardo Carvalho, tem pré-estreia na cidade mineira de Pains

Filme foi rodado no local, com participação direta da comunidade

por Carolina Braga 04/04/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Vinicius Brum/Divulgação
'Faroeste' é baseado no romance 'Bestiário' e narra história de personagem que viveu no começo do século passado (foto: Vinicius Brum/Divulgação)
Desde quando começou a escrever o romance 'Bestiário' (2002), o autor Abelardo Carvalho imaginava o quanto as tramas envolvendo personagens do Centro-Oeste mineiro ficariam bem na tela. Assim surgiu a ideia de 'Faroeste', o primeiro longa-metragem dirigido por ele, com pré-estreia marcada para amanhã, no Parque de Exposições Alvino Alves Pinto, na cidade mineira de Pains, onde foi rodado. O filme será visto primeiro pela população que ajudou a concretizar o projeto.

Foram cerca de 500 figurantes do município, que fica a 218 quilômetros de Belo Horizonte. As costureiras do local também foram responsáveis pela confeccção das roupas usadas pelos personagens. Isso sem contar na ajuda para encontrar locações inéditas. “Todas as portas foram se abrindo”, reconhece o realizador, nascido no município vizinho de Iguatama. 'Faroeste' foi rodado em 30 dias em lugares até então inéditos em uma tela grande.

Depois de o livro pronto, foram oito anos de dedicação ao roteiro, focado nos dois capítulos que tratam da saga de Luís Garcia. “Foi um camarada que viveu na região e morreu em 1917. Levantei toda a história iconográfica dele. É um personagem muito rico”, comenta Abelardo Carvalho. Uma das inspirações foi 'Era uma vez no oeste' (1968), de Sérgio Leone, embora o diretor faça questão de ressaltar a regionalidade da trama passada em Minas. Faroeste foi feito com R$ 200 mil, orçamento bastante tímido se comparado a outras produções nacionais. “É muito delicado, porque você tem que criar subterfúgios na hora de filmar para não parecer que é uma produção de baixo orçamento”, diz. Um dos caminhos encontrados foi apostar na iluminação natural. Nas tomadas noturnas, por exemplo, tudo foi feito com lampiões, tochas e velas.

Soluções “Conseguimos que uma fábrica de velas da região produzisse um lote de mil com uma chama muito maior, com cinco pavios”, conta Abelardo. As cenas de beatas em procissão foram feitas com esse material. Segundo o diretor, outra aposta arriscada foi no modo como o som foi captado. “Escolhemos não ter som direto. Em função de ser um faroeste, dublamos todas as falas em estúdio. Vai ser a coisa mais polêmica, mas gosto muito. Os dubladores são muito profissionais”, detalha. O elenco na tela é formado por Wladimir Winter, Dellani Lima, Manu Mangaravitte, Joe Bazilio, Juliana Terra, Jom Tob Azulay, Maria Andrada, Marco Fugga, Ivanir Avelar, José Garcia, João Evangelista e Jean Marie Dubrul.

A expectativa é que depois da pré-estreia em Pains, 'Faoreste' percorra o circuito dos festivais brasileiros antes de passar nos cinemas. Como o longa foi co-produzido pelo Canal Brasil, a exibição está garantida pela emissora. De acordo com Abelardo Carvalho, o filme será apresentado aos moradores de Pains em uma tela de 12 metros. Serão disponibilizadas 3 mil cadeiras para a população.

FAROESTE
Sábado, às 20h30. Parque de Exposições Alvino Alves Pinto, Rua Formiga, 98, Pains (MG). Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA