Filmes de Minas Gerais são destaque na Mostra Tiradentes SP

Festival acontece até domingo na capital paulista, com curtas, longas e debates sobre produção cinematográfica

por Fernanda Machado 27/03/2014 15:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leo Lara/Universo Produção / Divulgação
Aline X , Warlei Desali,, Thiago Macedo, Affonso Uchoa, Gustavo Jardim, Miguel Javaral, Maria Caram, Thais Dahas e Cassio Pereira dos Santos: cineastas mineiros na Mostra Tiradentes SP (foto: Leo Lara/Universo Produção / Divulgação)
Alguns dos filmes exibidos na Mostra de Tiradentes, em janeiro deste ano, estão na maior cidade do país desde segunda-feira, na Mostra Tiradentes SP. Até domingo, o público paulista tem a oportunidade de conferir curtas os longas que participaram do festival. A presença de sete filmes produzidos por cineastas mineiros é um dos destaques.

Ao todos, são 39 filmes, sendo 14 longas e 25 curtas, além de debates e seminários sobre atuação e produção cinematográfica. Logo na abertura, foi exibido o grande vencedor da Mostra Aurora, uma das categorias do festival. O mineiro 'A vizinhança do tigre', do diretor Affonso Uchoa, conta a história de cinco jovens do bairro Nacional, na periferia de Contagem. Uchoa se diz orgulhoso pela exibição do filme em São Paulo: “A exibição do filme aqui em São Paulo é um sentimento de felicidade,quanto mais gente assistir ao filme, melhor, mais forte ele vai ficar”, afirma ele.

'O bagre africano de Ataléia' é outro longa de Minas Gerais contemplado na edição paulista da Mostra. O filme explora o folclore em torno de um peixe misterioso no município mineiro de Ataléia, no Vale do Mucuri. A criatura seria responsável pelo sumiço de alguns habitantes, por ter poderes paranormais. Gustavo Jardim, um dos diretores do longa, ao lado de Aline X, explica as vantagens dessa segunda exibição da Mostra, agora na capital paulista: “É importante que o filme seja visto e produza conversas e caminhos para nosso próprio pensamento. Eu acho que esta segunda sessão da Mostra Tiradentes, em São Paulo, abre caminhos porque o filme é visto por pessoas que estão em outros festivais”.

Além dos logas 'O bagre africano de Ataléia' e 'A vizinhança do Tigre', 'Aliança' e 'A mulher que amou o vento' e os curtas 'Marina não vai à praia', 'Quinze' e 'Sandra espera' também integram o grupo das sete produções mineiras presentes na Mostra.

Thiago Macedo, nascido em Teófilo Otoni, participou da produção quatro deles. “Essa iniciativa de trazer os filmes para São Paulo é excelente, ter um outro público que não é o mesmo que está lá em Tiradentes aumenta as possibilidades de o filme ser exibido e discutido. É bem interessante para nós”, explica.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA