Cine Humberto Mauro abre mostra dedicada ao Natal

Em cartaz até domingo, programação exibe clássicos que lidam diretamente com a festa natalina ou que tenham a data como pano de fundo

por Estado de Minas 21/12/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Silver Pictures/Divulgação
Paul Newman estrela Na roda da fortuna, longa dos irmãos Coen que será exibido neste sábado (foto: Silver Pictures/Divulgação)
O Cine Humberto Mauro, que fez bonito o ano inteiro, exibindo programação de qualidade por meio de mostras especiais (destaque para as de Alfred Hitchcock e Howard Hawks), fecha o ano com sucesso. Em cartaz até domingo, a mostra Sessões de Natal exibe clássicos. A proposta é conciliar o tema com filmes que lidem diretamente com a festa natalina ou que tenham a data como pano de fundo. Mas a seleção não se restringe a filmes que celebram o Natal, incorporando também produções que apresentem uma perspectiva crítica em relação a ele.

No programa deste sábado, Na roda da fortuna, de Ethan e Joel Coen, às 16h; Papai Noel às avessas, de Terry Zwigoff, às 18h; A felicidade não se compra, de Frank Capra, às 20h. Destaque para a produção dos irmãos Coen, Na roda da fortuna (The Hudsucker Proxy, EUA, 1994), que “tem espírito contemporâneo, mais cinzento. Nele, o Natal serve apenas de pano de fundo para a crítica ao patriotismo, ao herói perfeito, à ideia do homem virtuoso. O personagem dos Coen é um idiota perdedor. Apesar de ter boa alma, é sempre um verdadeiro loser”, conta Rafael Ciccarini, gerente de Cinema da Fundação Clóvis Salgado e curador da mostra.

O filme se passa no período natalino da Nova York dos anos 1950. De maneira totalmente inesperada, Waring Hudsucker (Charles Durning), presidente das superlucrativas Indústrias Hudsucker, comete suicídio se atirando do alto de seu próprio edifício. Ainda atordoada pelo acontecimento, a junta de diretores da empresa, comandada pelo inescrupuloso Sidney Mussberger (Paul Newman), tem uma ideia brilhante: colocar um idiota qualquer na presidência da companhia e fazer o preço das ações despencarem, para depois comprar tudo de volta a preço de banana. O ingênuo e idealista Norville Barnes (Tim Robbins) seria o perfeito "testa de ferro" para o plano, mas ninguém contava com a desconfiança da repórter Amy Archer (Jennifer Jason Leigh), que começa a perceber que há algo de podre no reino da Hudsucker.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA