Cinebiografias sobre princesas Diana e Grace Kelly ganham os cinemas

'Diana' narra a fase final da vida da princesa, desde seu divórcio com o príncipe Charles, em 1996, até o acidente no ano seguinte, que causou sua morte

por Olívia Florência 15/10/2013 21:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Playarte Pictures/Divulgação, Imagem filmes/Divulgação
Nicole Kidman é Grace Kelly e Naomi Watts dá vida à Lady Di em adaptações para o cinema (foto: Playarte Pictures/Divulgação, Imagem filmes/Divulgação)
Princesas não são exclusividade dos contos de fada, e duas cinebiografias vêm aí para mostrar que elas (e suas polêmicas) são mais reais do que a realeza gostaria. Diana se casou com o príncipe Charles em 1981 e se tornou princesa de Gales. Grace Kelly já era uma estrela de Hollywood com um Oscar no currículo quando se uniu ao príncipe Rainier III e se tornou princesa de Mônaco.

 

A vida de princesas modernas é matéria de curiosidade de todos. Basta ver os recordes de audiência propiciados pelo casamento do príncipe William com Kate Middleton —só no canal do Youtube da família real foram 72 milhões de espectadores ao vivo — e o circo formado pelos jornalistas para saber com precisão o momento do nascimento do primeiro filho do casal em julho deste ano. Duas biografias trazem ao cinema o deslumbramento suscitado pela vida das duas princesas que, cada uma em sua época, magnetizaram toda uma geração e fizeram todos sonharem com a realeza.

'Diana', que tem a estreia no Brasil agendada para a próxima semana, conta a história da princesa homônima e vem assinada pelo alemão Oliver Hirschbiegel, que também dirigiu o bem cotado A queda — As últimas horas de Hitler (2005). O longa mostra a fase final da vida da princesa, desde seu divórcio com o príncipe Charles, em 1996, até o acidente no ano seguinte, que causou sua morte — cuja culpa recai até hoje na obsessão dos paparazzi que a seguiam por todos os lugares e estavam presentes no momento de sua morte. A atriz que encarna Diana é Naomi Watts, indicada ao último Oscar por O impossível.

Já Grace Kelly é vivida por Nicole Kidman. O filme, que estreiará em março de 2014, é dirigido pelo francês Olivier Dahan, nome por trás de Piaf – um hino ao amor, longa de 2007 que rendeu a Marion Cotillard o Oscar de melhor atriz. Desde Piaf, Dahan dirigiu um drama musical que se passa no sul dos Estados Unidos e uma comédia francesa sobre um time de futebol de veteranos. É sobre Grace, porém, que recaem todas as expectativas de grande retorno do diretor desde a biografia da cantora francesa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA