Norma Bengell foi o primeiro nu frontal do Brasil, relembre a carreira da atriz

Politizada, atriz protagonizou cena polêmica em 'Os cafajestes', de 1962. Norma era conhecida como "a Brigitte Bardot brasileira"

por Fernanda Machado 09/10/2013 12:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução
A atriz em cena de 'Os cafajestes' (1962) - primeiro nu frontal do Brasil (foto: Reprodução)
Com a morte de Norma Bengell, aos 78 anos, a cultura brasileira amanheceu nesta quarta-feira, 9, sem um de seus maiores ícones. Politizada, Norma teve sua carreira cercada por polêmicas e críticas abertas à ditadura militar. Conhecida por sua semelhança com a atriz francesa Brigitte Bardot, Norma entrou para a história ao protagonizar o primeiro nu frontal do Brasil em 'Os cafajestes' (1962) quando tinha 27 anos. Bengell iniciou sua carreira como cantora em 1959, ano em que lançou 'Oooooh! Norma', seu primeiro LP. No disco, a cantora interpretava canções de ícones da Bossa Nova como Tom Jobim e João Gilberto. No total, Norma lançaria seis álbuns de estúdio, sendo o último 'Groovy – Faixa Feaver', de 2001.

 

 

 

 

 

 

 

A estreia nos cinemas viria em 1959 com 'O homem do Sputnik' (1959), ao lado de Oscarito. No total, a atriz protagonizou 64 produções cinematográficas sob a tutela de diretores como Glauber Rocha, com quem trabalhou em 'A idade da Terra' (1980), Walter Hugo Khouri ('Noite Vazia', 1964), Julio Bressane ('O anjo nasceu', 1969 ) e Paulo Cézar Saraceni ('A casa assassinada', 1971). Como diretora, Norma capitaneou duas produções: 'Eternamente Pagu' (1988) e 'O Guarani' (1996). O último trabalho artístico de Norma foi como a personagem Deise Coturno, do seriado global 'Toma Lá, Dá Cá', criado por Miguel Falabella. Moradora do edifício Jambalaya, Deise arrancava risadas ao provocar o preconceito de Dona Álvara, personagem de Stella Miranda.

 

RELEMBRE MOMENTOS DA CARREIRA DE NORMA BENGELL 'O homem do Sputnik' (1959)

 

'Os cafajestes' (1962)

 

'As cariocas' (1966)

 

'C'est si bon', faixa de 'Ooooh Norma!', de 1959

 

 

 

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA