Segunda temporada de 'Sessão terapia' aposta na TV para adultos

O ator Cláudio Cavalcanti se despede em grande estilo do público

por Mariana Peixoto 04/10/2013 07:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Adalberto Pygmeu/divulgação
Zé Carlos Machado interpreta o terapeuta Theo, que enfrenta novos desafios dentro e fora do consultório (foto: Adalberto Pygmeu/divulgação)
São Paulo – Para os padrões dos cortes incessantes, dezenas de cenas por capítulo e personagens à exaustão, a melhor produção da TV brasileira dos últimos anos é quase antitelevisão. A segunda temporada de 'Sessão de terapia' estreia segunda-feira, às 22h30, já com o terceiro ano confirmado para 2014 e a missão de ir ainda mais longe. “Numa época afobada, estamos vivendo um momento histórico. Temos aqui a noção do que só iremos confirmar daqui a alguns anos: é possível se expressar fora da TV aberta”, afirmou Selton Mello, que também dirige os 35 novos episódios.

A narrativa tem início quase um ano depois da primeira temporada. Agora separado, o psicólogo Theo Cecatto (Zécarlos Machado) vive num pequeno apartamento, onde também funciona seu consultório. Sozinho e isolado, ele vai atender quatro novos pacientes nesse período de adaptação. Se no ano anterior seu questionamento se dava principalmente em torno da vida pessoal, do casamento fracassado e da paixão não concretizada por uma paciente, agora é a vida profissional que está em risco.

JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO
Carol (Bianca Comparato), estudante de arquitetura, não consegue começar sua monografia de final de curso. A razão é uma só: há três semanas descobriu que tem um linfoma. (foto: JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO)
Entre as sessões, o terapeuta tem de se confrontar com o processo movido por Antônio (Norival Rizzo), pai de Breno (Sérgio Guizé), que o culpa pela morte do filho policial. Na nova vida, Theo se aproxima de algumas mulheres: a primogênita, Malu (Mayara Constantino), que tenta, sem muito sucesso, tirar o pai da apatia; Miriam (Renata Zhaneta), amiga de infância e primeiro amor; Lia (Luana Tanaka), a jovem vizinha; e Milena (Paula Possani), viúva de Breno.

JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO
Antes da chegada de Otávio (Cláudio Cavalcanti) à sessão, Theo lê no jornal sobre um escândalo ambiental em que a empresa do executivo está envolvida. Mas não é isso que o leva à terapia. (foto: JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO)
“Desta vez, deu para ver mais claramente não só as questões que os pacientes traziam, mas o quanto o Theo carregava. Ele segue os princípios da primeira temporada, mas há um exercício maior de estudo e de aproximação”, afirma o ator Zécarlos Machado. A série é adaptação da produção israelense Be’Tipul' (2005). A temporada inicial teve 9,5 milhões de espectadores no Brasil, considerando todas as exibições. “Fomos muito mais agressivos agora. A vizinha não existe na série original, a participação da filha do Theo era diferente. Na terceira temporada, a série será 100% original”, informou Roberto D’Avila, produtor do projeto.

JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO
Paula (Adriana Lessa) é uma agressiva advogada de 41 anos. Chega ao consultório de Theo depois de ouvir do ginecologista que seus óvulos estão ficando velhos. (foto: JORGE BISPO/DIVULGAÇÃO)

Última mensagem


A ausência mais presente do lançamento de 'Sessão de terapia,' num cinema paulistano, foi, obviamente, a de Cláudio Cavalcanti. Morto domingo, aos 73 anos, o veterano ator interpretou o empresário Otávio, cuja história será exibida às terças-feiras. Na sessão, foi exibido o vídeo do último dia de gravação de Cavalcanti – ele recebeu flores da equipe e disse que aquele momento “era mais importante do que a estreia com o TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), 55 anos antes”.

“Fiquei arrasado, porque Cláudio estava com a cabeça boa e fez o trabalho sem nenhum percalço de saúde. Pensei tanta coisa nesses dias, mas agora estou em outro movimento, o de achar que poucos atores tiveram a oportunidade que ele teve, de deixar um trabalho tão lindo como última mensagem. O artista é finito, a arte, infinita. Cláudio fez algo muito poderoso nessa saída de cena”, disse Selton Mello.

* A repórter viajou a convite do GNT

Tipo exportação

Com o título 'Be’Tipul', a 'Sessão de terapia original', criada por Hagai Levi, estreou em abril de 2005, em Israel. Foram somente duas temporadas, a segunda em 2008, mas não houve economia nas versões: a produção ganhou edições nos EUA, Argentina, Canadá, Romênia, República Tcheca, Polônia, Hungria, Itália, Japão, Holanda, Rússia, Sérvia, Eslovênia e Croácia.

Em todas as frentes

Na TV de vários países, 'Sessão de terapia' – em livro – só existe no Brasil. A convite da editora Arqueiro, a roteirista da série, Jaqueline Vargas, transformou a primeira temporada num volume de 280 páginas (R$ 29,90). Em primeira pessoa, o terapeuta Theo apresenta seu relato das sessões e do que ocorreu em sua vida pessoal durante nove semanas. Também agora chega às lojas, pela Som Livre, a caixa com os 45 episódios da temporada inicial. Está prometida também para este ano a trilha sonora, assinada por Plínio Profeta.


SESSÃO DE TERAPIA
A segunda temporada estreia segunda-feira, às 22h30, no canal pago GNT. Exibição de segunda a sexta-feira.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA