Mostra de Montes Claros leva filmes inéditos ao Norte de Minas

Dramaturgo paulista Fernando Bonassi irá dar oficina Tratamento de roteiro. Evento começa nesta quarta-feira e tem entrada gratuita

por Edson Luiz e Nahima Maciel 02/10/2013 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Braga e Braga/Divulgação
O roteirista Fernando Bonassi vai coordenar oficina durante o festival (foto: Braga e Braga/Divulgação)
Inspirado em dois clássicos da literatura brasileira – 'Os sertões', de Euclides da Cunha, e 'Grande sertão: Veredas', de Guimarães Rosa –, o média-metragem 'Sertão, sertões', de Sérgio Resende, abre nesta noite a 2ª Mostra de Cinema de Cinema de Montes Claros. O filme, inédito na cidade do Norte do estado, que traz uma reflexão sobre o sertão no Brasil contemporâneo, foi rodado na região de Montes Claros. Até o dia 12 serão exibidos outros sete filmes brasileiros na Sala Cândido Canela, do Centro Cultural Hermes de Paula, na Praça da Matriz. O evento é organizado pelo Cinema Comentado Cineclube, que está completando 10 anos, em parceria com o Psiu Poético.

A programação ainda traz duas produções nunca vistas na cidade: 'Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha', de Helena Ignez (que será apresentado também nesta quarta-feira), e 'O som ao redor', de Kleber Mendonça Filho, o longa brasileiro mais celebrado da safra 2012. A produção pernambucana foi recentemente indicada pelo Brasil como candidato a uma vaga para disputar o Oscar de melhor filme em língua estrangeira.

'O som ao redor' será exibido quinta-feira, às 21h30, logo após a apresentação de 'Perdida', que começa às 19h30. Segundo longa-metragem do cineasta montes-clarense Carlos Alberto Prates Correia e lançado em 1976, Perdida conta a saga de uma mulher presa entre o subemprego e a prostituição. Nas sexta, às 21h, A hora vagabunda, um dos curtas mais conhecidos de Rafael Conde, é a atração. No sábado, também às 21h, será apresentado RD manda lembranças, documentário de Breno Milagres sobre o escritor Roberto Drummond. E neste domingo, às 17h, a atração será Tristeza do jeca, filme de Mazzaropi de 1961. O filme foi escolhido porque, ao longo dos 10 anos do Cinema Comentado, ele foi a produção mais exibida no cineclube.

Já nos dias 11 e 12, o escritor, dramaturgo e roteirista paulista Fernando Bonassi chega a Montes Claros para ministrar a oficina Tratamento de roteiro. Bonassi roteirizou 'Os matadores', de Beto Brant, e 'Carandiru', de Hector Babenco. Ele também vai apresentar o fime 'Um céu de estrelas', de Tata Amaral, inspirado em seu livro homônimo. A história gira em torno da história de Dalva, uma cabeleireira que depois de ganhar uma passagem para Miami em um concurso, tenta se livrar do universo opressivo em que vive. Toda a programação tem entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA