Filme que rendeu Oscar a De Niro será julgado pela Suprema Corte dos EUA

Disputa por direitos autorais na história de 'Touro indomável', sobre o boxeador Jake LaMotta, chega à mais alta instância do Judiciário norte-americano

por AFP 01/10/2013 17:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
MGM Pictures/Reprodução
Robert De Niro interpretou Jake LaMotta em 1980; filme foi baseado na obra do escritor Frank Petrella (foto: MGM Pictures/Reprodução)
A Suprema Corte dos Estados Unidos concordou nesta terça-feira em mediar a disputa entre os estúdios Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) e o roteirista de 'Touro indomável', um filme de sucesso sobre a vida do boxeador Jake LaMotta, interpretado por Robert De Niro.

Paula Petrella, filha do falecido escritor Frank Petrella, exige o pagamento de seus direitos sobre o filme dirigido por Martin Scorsese. A MGM, que produziu o filme, saiu vitoriosa após um primeiro julgamento em um tribunal de apelação na Califórnia (oeste), que considerou que a herdeira havia esperado muito tempo para reivindicar o seu direito a um roteiro que data de 1963 e a um filme lançado em 1980.

'Touro indomável' ('Raging bull'), que ganhou dois Oscars em 1981 (Melhor Ator para De Niro e Melhor Edição), apresenta a ascensão e queda de Jack La Motta, campeão de boxe peso médio. Este é um dos oito casos que a Suprema Corte americana decidiu por arbitrar no período 2013-14, entre mais de 2.000 casos que examinou. A audiência sobre o assunto será realizada em janeiro de 2014.

A Suprema Corte manteve seus trabalhos normalmente nesta terça-feira, 1º, apesar da paralisação do Estado causada pela incapacidade do Congresso em aprovar um orçamento na segunda-feira à noite.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA