Negras Ativas lança documentário que mostra a atuação da mulher no hip-hop

"Por muito tempo, as mulheres permaneceram invisíveis", explica uma das envolvidas no projeto

por Estado de Minas 13/09/2013 07:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
VANESSA SANTANA/Facebook
(foto: VANESSA SANTANA/Facebook)
Sábado, chega às telas o documentário 'A arte de ser...', que mostra a atuação das mulheres no hip-hop de Belo Horizonte, como Lauana Nara. Cantoras, MCs, grafiteiras, dançarinas de break e educadoras sociais ainda enfrentam preconceito para se expressar.

Produto do projeto Hip-hop das Minas e do coletivo Negras Ativas, o filme registra a luta contra o machismo e a desigualdade social.

Vanessa Beco, integrante do Negras Ativas, explica que o documentário supre a carência de materiais audiovisuais sobre o hip-hop feminino: “Por muito tempo, as mulheres permaneceram ‘invisíveis’. Essa é a primeira proposta de mostrar as artistas que atuam na cena da cidade”.

O lançamento está marcado para sábado, às 10h, no Centro Cultural Salgado Filho (Rua Nova Ponte, 22, Salgado Filho), e às 17h, no Centro Cultural Vila Marçola (Rua Mangabeira da Serra, 320, Vila Cafezal). Dia 21, às 17h, será exibido na Comunidade Dandara. No dia 28, às 15h, será a vez do Centro Cultural Alto Vera Cruz.

Informações no perfil do Negras Ativas no Facebook.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA