Latitudes, criado e dirigido por Felipe Braga, é lançado em várias plataformas

O primeiro episódio, que marca o encontro inicial (de um total de oito) dos personagens Olívia e José, chegou esta semana ao YouTube

por Mariana Peixoto 31/08/2013 07:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Um homem e uma mulher se conhecem rapidamente numa viagem. Depois de alguns drinques, passam a noite juntos. No dia seguinte, voltam às próprias vidas. Você já viu essa história antes, seja no cinema, na TV ou na literatura. Mas não da mesma maneira como em Latitudes. Criado e dirigido por Felipe Braga e estrelado por Alice Braga e Daniel de Oliveira, o projeto ganha lançamento em diferentes plataformas. O primeiro episódio, que marca o encontro inicial (de um total de oito) dos personagens Olívia e José, chegou esta semana ao YouTube. Segunda-feira, às 22h, ele estreia no canal pago TNT. No fim do ano, toda a narrativa do casal será vista em longa-metragem.

“O meio digital trouxe a mudança de cultura da música, da publicidade e do cinema. Queríamos entender como o meio on-line se aplica à narrativa de ficção. Latitudes é a nossa sugestão de resposta”, afirma Felipe Braga. O formato é diferente para cada uma das mídias. No YouTube, cada episódio tem 12 minutos; na TNT, 20; já no filme, quase 100.

“Dez dias antes de começar a filmar, fui para um estúdio com o Daniel e a Alice. Nesse período, lemos e ensaiamos o roteiro exaustivamente. O conteúdo que vai para a TV mostra a trajetória dos personagens misturada ao processo de composição deles”, continua o diretor. Melhor explicando: no episódio de segunda-feira, quando o casal se conhece em Paris, uma cena de Alice no quarto de hotel é cortada para uma outra de Daniel respondendo a ela, só que na mesa de ensaio.

O relacionamento de Olívia e José se dá em diferentes cidades da Europa e da América do Sul. Ela é jornalista de moda, ele é fotógrafo. A dupla esbarra pela primeira vez em Paris e passa a noite em um hotel. O episódio inicial começa justamente no dia seguinte, quando os dois acordam. A partir da França, os personagens vão ficar juntos em Veneza, Buenos Aires, Londres, Porto, Istambul, José Ignácio (Uruguai) e São Paulo.
Columbia/Divulgação
Hotéis são quase personagens de Latitudes. Quase todos encontros de Olívia e José ocorrem em um deles. (foto: Columbia/Divulgação)

Leve

A equipe é reduzida: nove pessoas, incluindo os atores, que são também produtores associados. “Com até 10 pessoas, você não precisa fechar rua, chamar polícia e mudar o trânsito para filmar. Com estrutura mais leve, a gente pôde filmar onde quis. O episódio de Paris se dá no coração do Bairro Saint-Germain, com mínima intervenção urbana”, explica Felipe Braga.

Agora, o diretor conclui os retoques no longa-metragem. “Ele está praticamente pronto, há alguma mudança de ritmo e de trilha. Mas será o mesmo conteúdo do formato on-line. O Brasil tem experiências bem-sucedidas em TV e cinema, como O auto da compadecida (2000). Lançado como série, esse projeto conseguiu quase dois milhões de espectadores no cinema. O modelo de difusão de Latitudes não tem muita resposta pronta. Ainda estamos definindo como será o lançamento comercial do filme”, conclui.
 
LATITUDES

A série de oito episódios estreia segunda-feira, às 22h, no canal pago TNT. A cada quarta-feira será disponibilizado novo episódio em www.youtube.com/latitudesfilme

Cenário especial

Hotéis são quase personagens de Latitudes. Quase todos os encontros de Olívia e José ocorrem em um deles. Em Veneza, o cenário é o mítico Danieli, na suíte mais antiga do mundo em atividade. “A única vez que autorizaram filmagens naquela suíte foi para O turista”, conta o diretor Felipe Braga, referindo-se ao longa estrelado por Johnny Depp e Angelina Jolie (foto).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA