Festival vai reverenciar o cineasta Humberto Mauro no Rio Janeiro

por 24/08/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Volta e meia o cineasta mineiro Humberto Mauro (1897 – 1983) é lembrado em eventos dedicados à sétima arte. De 5 a 7 de setembro, o 7º Festival CineMúsica, realizado em Conservatória (RJ), vai reverenciar esse pioneiro das telas.

Serão comemorados os 80 anos da chegada do som ótico ao Brasil, marcada pelo lançamento de Voz do carnaval, parceria de Humberto Mauro com Adhemar Gonzaga. Considerado desaparecido, o filme ressurgirá por meio da exibição de um raro fragmento sonoro.

Esta edição do festival terá como tema o rock dos anos 1980. O cineasta carioca Lael Rodrigues (1951 – 1989) ganhará homenagem especial: ele dirigiu Bete Balanço (1984), Rock estrela (1986) e Rádio Pirata (1987). Cazuza, Blitz, Barão Vermelho, Leo Jaime, Paulo Ricardo, Supla e Marina Lima são alguns expoentes do BRock dirigidos por Lael.

O CineMúsica promoverá palestras, oficinas e mesas-redondas. Receberão homenagem especial três “heróis” do universo do cinema: a editora e montadora Virgínia Flores, o projecionista Silvério, de 101 anos, e o empresário Cezário Felfelli.

A programação reúne 92 produções. Entre elas estão A nave, de Tainá Menezes, sobre o Circo Voador; A história da Dorsal Atlântica, de Frederico Neto e Alex Aguiar, que relembra a trajetória de uma das principais bandas de heavy metal dos anos 1980; e o documentário Mazzaropi, de Celso Sabadin, que comemora o centenário do ator, roteirista, diretor e produtor Amácio Mazzaropi.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA