24º Festival Internacional de Curtas tem a participação de 58 trabalhos brasileiros

O evento que começa nesta quinta-feira em São Paulo e acontece até o dia 30 de agosto

por Estado de Minas 21/08/2013 08:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Forum.doc/divulgação
(foto: Forum.doc/divulgação)
Com 400 filmes selecionados, começa amanhã o 24.º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, oferecendo diversificado painel da produção de jovens criadores de vários países. O Brasil comparece com 58 trabalhos – a maioria voltada para as relações humanas. Não deu tempo de os protestos de junho chegarem às telas do evento, mas a ação do coletivo Mídia Ninja será tema de debate na sexta-feira, com a proposta de discutir temas como a pós-TV e a comunicação direta.

A grade nacional terá 'O pacote', de Rafael Aidar (participante da mostra 'Panorama' do último Festival de Berlim). O curta fala do amor de dois adolescentes – um deles obrigado a conviver com o vírus HIV. A mostra 'Tomada única' resgata o Super-8, com fitas de três minutos realizadas em película por diretores brasileiros.

“O Super-8 representou, nos anos 1970, o que o digital é hoje. Democratizou a produção, mas ainda era preciso ser artista para fazer um filme. Hoje, qualquer um pode filmar. Então, que ideias e expressões são necessárias para se fazer cinema?”, provoca Zita Carvalhosa, diretora do festival.

Entre as produções estrangeiras, a mostra traz ao Brasil os filmes 'Yellow fever' (Quênia/Reino Unido), sobre a autoimagem das africanas, e Onde fica meu pudor, sobre uma garota árabe que se muda para a França para estudar arte. O festival de curtas será encerrado no dia 30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA