Deborah Secco vai de garota de programa a beata nas telonas

por 27/07/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Imagem Filmes/Divulgação
Depois de viver Bruna Surfistinha (foto), Deborah Secco será a irmã Dulce (foto: Imagem Filmes/Divulgação )

A atriz Deborah Secco, de 33 anos, que interpretou Bruna Surfistinha no cinema (no filme de Marcos Baldini), e foi escolhida para fazer o papel de Joelma, da banda Calypso, no longa-metragem de Caco Souza sobre o grupo, dará vida à irmã Dulce.

A cinebiografia de Maria Rita de Sousa Pontes (Dulce Pontes), baiana de Salvador nascida em 1914, vai mostrar a história de uma vida dedicada à caridade. Entre outras coisas, a freira foi responsável pela construção de um hospital no Convento Santo Antônio, no Rio de Janeiro.

Indicada ao Prêmio Nobel da Paz em 1988, pelo então presidente José Sarney, irmã Dulce morreu em 13 de março de 1992, aos 77 anos, em Salvador. Após agonia de 16 meses, o coração da religiosa foi parando lentamente. Internada em 1990 com crise respiratória, teve início processo que culminou na falência múltipla dos órgãos vitais.

Também conhecida por Beata Dulce dos Pobres ou Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, a católica religiosa recebeu o epíteto de "o anjo bom da Bahia" e se tornou uma das mais importantes, influentes e notórias ativistas humanitárias do século 20.

A beatificação veio em 2011, pelo enviado especial do papa Bento XVI, dom Geraldo Majella Agnelo, em Salvador. Foi dado, assim, o último passo antes da canonização da irmã, que poderá se tornar a primeira Santa Católica nascida no Brasil.

As filmagens do longa que contará a história da beata começam ainda este ano, mas a data de estreia ainda não está prevista. O longa tem produção de Iafa Britz (do filme Minha mãe é uma peça, em cartaz em BH), direção de César Rodrigues (de High school musical Brasil) e roteiro de Anna Muylaert.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA