Vincenzo Cerami: roteirista de 'A vida é bela' e discípulo de Pasolini deixa legado ao cinema italiano

Escritor foi assistente de Pier Paolo, com quem trabalhou em 'Comizi d'amore'

por AFP 17/07/2013 17:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
[FOTO1]O escritor, jornalista e roteirista italiano Vincenzo Cerami, autor, entre outras obras cinematográficas, de "A vida é bela', de Roberto Benigni, morreu nesta quarta-feira, anunciou a imprensa italiana.

O artista, que morreu aos 72 anos depois de um longo tempo doente, era discípulo do cineasta Pier Paolo Pasolini, que o contratou como assistente aos 25 anos para o filme 'Comizi d'amore', de 1964. Mas o grande sucesso aconteceu com a adaptação de seu livro 'Um burguês muito pequeno', que Mario Monicelli dirigiu em 1976 e foi estrelado por Alberto Sordi.

Crítico de cinema, Cerami era casado e pai de dois filhos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA