Ganhador da Palma de Ouro participa de debate em BH

Cineasta tailandês Apichatpong Weerasethakul está na capital mineira para evento. Curtas serão exibidos no Humberto Mauro

por Eduardo Tristão Girão 29/06/2013 10:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Nicolas Asfouri/AFP
Apichatpong Weerasethakul é conhecido por sua abordagem das questões sociais a partir do tema do deslocamento (foto: Nicolas Asfouri/AFP)
 

 

O tailandês Apichatpong Weerasethakul, diretor e produtor de cinema independente reconhecido internacionalmente, participa de conferência hoje à tarde, no Memorial Vale, em Belo Horizonte, na abertura da série Encontros, com ciclo de cinema incluindo curtas e longas-metragens dele e de outros realizadores (com sua curadoria). O evento é realizado pelo Inhotim Escola, plataforma de atividades do instituto voltada à formação em arte e meio ambiente. A entrada é franca.

A conferência com o artista será mediada pela diretora de programas artísticos e culturais de Inhotim, Eungie Joo. Para ela, Weerasethakul é um contador de histórias como nenhum outro, com grande contribuição para os filmes e arte contemporânea. Seus filmes serão exibidos entre hoje e terça no Cine Humberto Mauro do Palácio das Artes e a programação de curtas de realizadores diversos está programada para todas as sextas-feiras do mês que vem, sempre às 19h30, no Memorial Vale.

Os projetos artísticos e longas-metragens de Weerasethakul lhe renderam projeção internacional e diversos prêmios, incluindo a Palma de Ouro do Festival de Cannes, em 2010, com seu filme Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas, realizado no mesmo ano. O artista nasceu em 1970, em Bancoc, é formado em arquitetura pela Universidade de Khon Kaen (no Nordeste do país) e fez mestrado em belas-artes no Instituto de Arte de Chicago, nos Estados Unidos.

Começou a dirigir curtas-metragens em 1994 e completou seu primeiro longa em 2000. em trabalho é caracterizado pelo forte senso de deslocamento, tratando da memória e sutilmente abordando políticas pessoais e questões sociais. O artista trabalha fora da estrutura comercial do cinema tailandês e é ativo na promoção de filmes experimentais e independentes por meio de sua produtora, Kick the Machine, fundada em 1999.

Weerasethakul recebeu, em 2005, o Prêmio Silpatorn, principal premiação tailandesa de arte contemporânea, e três anos depois, foi contemplado com o Fine Prize do The Carnegie International pela instalação Unknown forces (criada em 2007). Seus filmes Eternamente sua e Mal dos trópicos também foram premiados em Cannes (2002 e 2004) e Syndromes and a century foi o primeiro filme tailandês a participar do Festival de Veneza.

Série encontros
Conferência e exibição de filmes e curtas-metragens de Apichatpong Weerasethakul. De hoje a terça-feira e nos dias 5, 12, 19 e 26 do mês que vem, no Memorial Vale (Praça da Liberdade, s/nº, Funcionários) e no Cine Humberto Mauro (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). Programação gratuita. Informações: (31) 3571-9700.

VEM AÍ

As programações das próximas edições da série Encontros ainda estão sendo fechadas, mas duas artistas já foram confirmadas para participar do projeto: as francesas Dominique Gonzalez-Foerster e Babette Mangolte.

Programação

>> Hoje
16h – Conversa com o artista, no Memorial da Vale.
19h30 – Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas, de Apichatpong Weerasethakul (12 anos, 114’), no Cine Humberto Mauro.
22h – Mal dos trópicos, de Apichatpong Weerasethakul (16 anos, 118’), no Cine Humberto Mauro. (foto)

>> Amanhã
19h30 – Eternamente sua, de Apichatpong Weerasethakul (16 anos, 125’), no Cine Humberto Mauro.
21h30 – Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas, de Apichatpong Weerasethakul (12 anos, 114’), no Cine Humberto Mauro.

>> Segunda
17h – Conversa com o artista no Cine Humberto Mauro.
19h – Mal dos trópicos, de Apichatpong Weerasethakul (16 anos, 118’), no Cine Humberto Mauro.
21h – Eternamente sua, de Apichatpong Weerasethakul (16 anos, 125’), no Cine Humberto Mauro.

>> Terça
19h – Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas, de Apichatpong Weerasethakul (12 anos, 114’), no Cine Humberto Mauro.
21h – Eternamente sua, de Apichatpong Weerasethakul (16 anos, 125’), no Cine Humberto Mauro.

. Nos dias 5, 12, 19 e 26 de julho, haverá exibição de curtas de diversos realizadores no Memorial Vale, às 19h30, dentro da Série Encontros

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA