'Antes da meia-noite' põe à prova amor de casal querido do público

No terceiro filme da trilogia de Richard Linklater, Jesse e Celine discutem a relação

por Gracie Santos 14/06/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Diamond Films/Divulgação
Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy) têm seu amor colocado à prova pela rotina em Antes da meia-noite (foto: Diamond Films/Divulgação)
Eles se conheceram num trem e o que rolou foi tipo amor à primeira vista. Tanto que Celine (Julie Delpy) desceu em estação que não era a de seu destino pra ficar com Jesse (Ethan Hawke) por uma noite apenas. Em tempos remotos, quando não havia Facebook e outras tramas virtuais, nem sequer trocaram telefone. Marcaram um encontro para tempos depois, no mesmo lugar onde haviam se rendido à louca paixão. Claro, não deu certo. Ele americano, ela parisiense, tudo com jeito de amor impossível. E, quem sabe por isso mesmo, ainda mais desejado. Anos depois, quando ele, agora escritor, vai lançar seu livro em Paris existe enfim a possibilidade do reencontro. Que acontece, apesar de ela não gostar nada de ser personagem da literatura dele. Na casa de Celine, depois da noite de autógrafos, o The End aparece na tela quando os dois se deixam levar por seu amor reprimido. Fica no ar a pergunta: afinal, Jesse vai pegar o avião de volta para os EUA, onde deixou mulher e filho?


A intensa história de amor, com doses deliciosas de fantasia e muito papo cabeça (como eles falam!), transformou 'Antes do amanhecer' (1994) e 'Antes do pôr do sol' (2004), do diretor americano Richard Linklater, nos filmes da vida de muita gente que sempre sonhou com o amor e apostou nele, a maioria, obviamente, mulheres. Daí o fato de serem considerados por muitos “filmes de mulherzinhas”. Não é só isso. Linklater é diretor brilhante. Foi capaz de criar relação tão verdadeira entre espectadores e personagens de sua trilogia ('Antes da meia-noite' estreia nesta sexta-feira, 14) que foi como se Jesse e Celine fossem nossos amigos, vizinhos, parentes (ou nós mesmos?). Assim, depois de tanto tempo distante do casal, quem acompanhou a saga deles quer saber o que rolou depois daquela noite.

Bem... ele não pegou aquele avião. Os dois estão juntos e são pais de gêmeas. Estão passando férias na Grécia e, acredite, o tempo passou para eles também. Jesse é quarentão, Celine não está longe de chegar lá. Escritor famoso, ele viaja em suas turnês de lançamento; ela está desgastada com o trabalho, cansada de cuidar das gêmeas e (ainda bem) continua superfeminista (é ótima a piada sobre a diferença do que dizem homens e mulheres quando saem do coma). Agora, a pergunta é: será que o amor vai vencer a rotina e as diferenças (inclusive culturais) do casal?

Se nos outros filmes a fantasia e o desejo eram o que movia cada passo deles, desta vez, a realidade bate forte na porta de Jesse e Celine. Não tem mais aquela história de descer em qualquer estação, de perder avião... O buraco é mais embaixo. É como se eles já tivessem pulado esta etapa do romance. Tanto que a primeira cena do filme deixa pistas do rumo que as coisas tomaram (e não é assim com todo mundo?). Jesse vai levar o filho ao aeroporto. O menino tem que voltar pra casa, nos EUA. O diálogo monossilábico incomoda mais o pai do que o filho, que parece bem resolvido com a distância física.

E esse começo é só um indício de que o que vai rolar não é exatamente um “filme de mulherzinhas”. Muitos diálogos e questionamentos são a tônica do fechamento da trilogia. Fica claro que eles não conversavam havia tempos. Diferenças são postas na mesa que Jesse e Celine compartilham com amigos numa casa de férias (nem pense em cenas paradisíacas na Grécia, o filme poderia se passar em qualquer lugar). Jesse e Celine têm dúvidas que pairam sobre qualquer cama de casal. É dura a conversa que têm entre quatro paredes. Afinal, nem eles podem viver de fantasia pra sempre? Mas e o amor, acabou? Não se preocupe, Linklater vai deixar que você chegue às suas próprias conclusões. E mesmo quem não assistiu aos filmes anteriores terá condições de acompanhar e se envolver com a história.

 

Assista ao trailer de 'Antes da meia-noite':

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA