Havaynas Usadas estreia no carnaval de BH com desfile contagiante

Com uma bateria e um corpo de baile bem ensaiados e vestidos de alaranjado bem forte, o cortejo começou sua concentração, por volta das 10h


O Havayanas Usadas inaugurou sua participação no carnaval de Belo Horizonte com um desfile contagiante. Com uma bateria e um corpo de baile bem ensaiados e vestidos de alaranjado bem forte, o cortejo começou sua concentração, por volta das 10h.

Antes da largada, o bloco convocou foliões para ajudar a segurar as cordas, exigência do Corpo de Bombeiros para garantir a segurança no desfile. O casal Lúcia Ferolla e Petrônio Spyer Prates se apresentou de imediato para a função que dá trabalho, mas garante acompanhar bem de perto a evolução do bloco. Os dois saíram no Baianas Ozadas no ano passado, mas este ano optaram por seguir o Havayanas.

Durante o percurso, o cortejo enfrentou alguns problemas com o carro de som e com a multidão. Uma ambulância teve que passar às pressas pelo trajeto do desfile que foi interrompido com a ajuda da polícia para garantir o deslocamento do carro de emergência. O som foi suspenso durante alguns minutos por causa de problemas técnicos, mas a bateria continuou tocando a multidão cantando.

"Estamos aqui no primeiro ano da Havayanas Usadas. A Avenida Petrolina linda recebendo a gente, bloco maravilhoso, bateria maravilhosa, muito feliz, muito respeito, muito axé. Isso é o carnaval de rua em Beagá", afirmou Cris Gil, uma das organizadoras do bloco, antes do começo do desfile.

Para garantir a limpeza durante o percurso, o bloco distribuiu sacos de lixo. A professora Renata Evaristo, de 38, veio com a família inteira e trouxe o isopor. Só estava faltando o saquinho e eles garantiram logo vários. "Este bloco do lado de casa é o melhor que está tendo"

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL