Bloco de rua alega falta de estrutura e cancela desfile em Montes Claros

Um dos principais argumentos usados pelo bloco para o cancelamento é o "risco" de desfile atrair um grande número de pessoas

por Luiz Ribeiro 22/02/2017 16:38
Moradores de Montes Claros, no Norte de Minas, tiveram a expectativa de que neste ano, após mais de duas décadas sem carnaval de rua, a cidade teria o resgate de folia por conta do Bloco Raparigas do Bonfim, cujos ensaios atraíram milhares de pessoas. Mas, nesta quarta-feira, a agremiação anunciou que não vai desfilar. Um dos principais argumentos usados pelo bloco para o cancelamento é o "risco" de desfile atrair um grande número de pessoas, sem existir uma estrutura de segurança para tanta gente.

Estava programado para a tarde do próximo sábado o desfile do Bloco Raparigas do Bonfim, que sairia da Praça Wanderley Fagundes, Bairro Todos Santos, em direção a Praça da Matriz, no Centro da cidade. Mas, em comunicado divulgado em uma rede social, a agremiação anunciou que decidiu pelo cancelamento do desfile. A medida foi tomada, segundo o grupo, após alguns acontecimentos indesejáveis, como “atos de assédio sexual contra mulheres", “violência contra LGBTs” e “desrespeito ao bloco” no evento Praia das Raparigas que aconteceu no último domingo. O evento foi na Praça dos Jatobás, Bairro Morada do Sol, e reuniu milhares de pessoas.

“O Bloco tomou a decisão de cancelar o evento frente a acontecimentos recentes que nos mostraram que o evento tomaria uma dimensão para além do que estamos preparados, neste momento, para suportar. Apesar do apoio da Prefeitura, com destaque para o imenso afinco com que a Secretaria de Cultura defendeu nosso evento, sentimos que o projeto inicial do desfile não abarca essa nova situação de público”, diz o comunicado. “Ficamos muito preocupados sobre como colocar 10 mil pessoas na Praça da Matriz, ou seguindo um bloco de rua cuja proposta inicialmente não geraria volume sonoro o bastante para contemplar todos os foliões que abraçaram nossa ideia”, argumenta a coordenação do Raparigas do Bonfim.

A direção do bloco alega ainda que a suspensão do desfile não significa o seu fim e que, ao longo ano, participará de outros eventos no município. “Isso não nos fará desistir da proposta de carnaval de rua gratuito, popular e inclusivo, acreditamos que o carnaval de rua é justamente a oportunidade de aprendermos a conviver de forma pacífica e alegre.” O texto divulgado nas redes sociais destaca também os “ideais” do grupo: “ o combate ao machismo e à “LGBTfobia” está no coração do bloco, e, ao longo deste ano, investiremos em eventos que contribuam para a ampliação dessa cultura em Montes Claros”.

O cancelamento do desfile pelo Bloco Raparigas do Bonfim despertou reações nas redes sociais. Uma das pessoas que se manifestaram foi Thiago Nascimento, um dos criadores do bloco. Ele atribuiu a suspensão da festa à falta de apoio do Poder Publico, alegando que a Polícia Militar e outros órgãos como a Guarda Municipal e a Empresa Municipal de Planejamento, Gestão e Educaçao no Transito (Mctrans) poderiam garantir a segurança do evento.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL