Bloco do Manjericão desfila pelas ruas do Bairro Serra

Grupo segue em cortejo até o Bar do Zé Pretinho

por Fernanda Machado 18/02/2015 11:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Edésio Ferreira/ EM / D.A Press
(foto: Edésio Ferreira/ EM / D.A Press)
Muito manjericão para perfumar os caminhos do bloco batizado com o nome da folha e fundado em 2011 por Janaína Macruz, de 31, em Santa Tereza. Com cerca de mil pessoas, o bloco saiu de manhã pela primeira vez, fazendo um novo trajeto: da porta do Minas Tênis Clube, na Rua Trifana, até a Rua Herval, onde fica o Bar do Zé Pretinho.


Márcia Maria Cruz/ EM / D.A Press
A empresária Fernanda Elisa (foto: Márcia Maria Cruz/ EM / D.A Press)
A empresária que mora no Rio de Janeiro Fernanda Elisa, de 33, veio para BH devido à tradição dos bloquinhos. "A cidade tem essa coisa das pessoas estarem juntas, marchinhas no chão, seguir a bateria no chão. As pessoas se conhecem, se respeitam e não te invadem. Isso é muito gostoso".

Ao chegarem na rua Oriente, os foliões aproveitaram a brincadeira para pedir a descriminalização do uso da maconha.



Para José Osvaldo Lasmar, o Manjericão é um exemplo do sucesso dos blocos de BH em ocupar o espaço público. "É um dos blocos mais libertários do carnaval. Um grito de liberdade para encerrar o carnaval", afirmou o folião, que ficou para a festa depois de deixar a natação do Minas Tênis.

Márcia Maria Cruz/ EM / D.A Press
Mariana Silva e o namorado Gustavo Costa (foto: Márcia Maria Cruz/ EM / D.A Press)
O folião Gustavo Costa, 27, curtiu a festa ao lado da namorada Mariana Silva, 26. "A vida é um sonho e o carnaval é o mel", diz ele, apaixonado. Quem também elogiou a animação do bloco que ocupa a Serra foi Amanda Álves Pereira, de 24 anos. "Carnaval mais animado e organizado. Manjericão já é um bloco tradicional"



 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL