Banda Afoxé Bandarerê abre o desfile das escolas de samba de Belo Horizonte

Grupo apresenta a cultura afro, conta com dois carros de som e é formado, em sua maioria, por pessoas idosas

por Estado de Minas 17/02/2015 19:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lilian Monteiro/EM/D.A.Press
(foto: Lilian Monteiro/EM/D.A.Press)

O grupo litúrgico-religioso Afoxé Bandarerê abriu, por volta das 19h30 desta terça-feira, o desfile das escolas de samba de Belo Horizonte. O grupo apresenta a cultura afro e lembra os símbolos Orixás Ogum e Oxum, levando as cores amarelas e azul à avenida. O Bandarerê conta com dois carros de som e é formado, em sua maioria, por pessoas idosas. A primeira escola a desfilar será o Canto da Alvorada, seguida por Força Real, Estrela do Vale, Acadêmicos de Venda Nova, Imperavi de Ouros e Cidade Jardim.

Veja fotos do desfile

As seis escolas de samba de Belo Horizonte desfilam pela segunda vez na Avenida Afonso Pena. Elas disputam prêmios de R$ 50 mil para o primeiro lugar, R$ 25 mil para o segundo lugar e R$ 12,5 mil para o terceiro lugar. Em julgamento, estão a performance da bateria, samba-enredo, harmonia, evolução, alegorias e adereços, fantasias, comissão de frente e desempenho do mestre-sala e da porta-bandeira. Cada escola tem o tempo mínimo de 40 minutos e máximo de 55 minutos para realizar a apresentação.

Sobre o grupo


O Afoxé Bandarerê foi criado em 8 de dezembro de 2013 (dia de Nossa Senhora da Conceição), em Belo Horizonte, por Ney de Oxosse, Márcio Kamusende, Christiano Airassi e Murilo Mubandeki. O padrinho do afoxé é o Orixá Ogum, destemido guerreiro. As cores do grupo são o amarelo ouro de Oxum e o azul marinho de Ogum e o significado de Bandareré é Pedaço Bom, uma referência à cidade de Belo Horizonte.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL