Blocos dazÍndias e Receba Galinha Pulando levam famílias à Praça da Liberdade

Crianças com fantasias e rostos pintados se divertiram no local junto com os pais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press
Ludmila levou o filho Eitor para curtir a folia na Praça da Liberdade (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)

A Praça da Liberdade, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, já tem animação na manhã deste domingo. Várias crianças e famílias foram ao local para os blocos dazÍndias e Receba a Galinha Pulando. Fantasiados e com os rostos pintados, os pequenos são os mais empolgados. Os dois grupos saíram em passeata pela Avenida João Pinheiro e seguiram até o Parque Muicipal Américo Renné Gianetti, no Centro.

Veja mais imagens dos blocos

Pela primeira vez na capital mineira, o Bloco dazÍndias defende o parto humanizado. O grupo atrai famílias que vão curtir a folia. A analista de sistemas Suzana Castorino levou as filhas Carolina, de 7 anos, e Sofia, 7 anos, que junto com o irmão Mateus, que não gosta de Carnaval, são trigêmeos, para o bloco. A irmã dela, Maria Inês Castorino, veio dar uma força à folia na praça da Liberdade.

Zulmira Furbino/EM/D.A.Press
Casal leva os dois filhos para participar da folia (foto: Zulmira Furbino/EM/D.A.Press)


O casal Fernanda Staino, de 33 anos, e Leonardo Faria, de 32, levou os filhos Pedro Henrique e Maria Eduarda. Os país ficaram sabendo do Bloco dazÍndias pelo Facebook e vieram conferir. “É legal porque dá pra gente se divertir e trazer as crianças não mesmo tempo", diz Fernanda.

O calor na capital mineira não foi empecilho para os participantes. Taciana Vasconcelos, 28 anos, aproveitou a distribuição gratuita de filtro solar durante a passeata dos blocos para passar o produto no enteado, o estudante Victor Belo, de 18. Os dois vieram para a folia e haviam esquecido de se proteger do sol.

Já o bloco Receba a Galinha Pulando foi batizado com uma expressão usada por baianos para designar uma situação complicada, difícil de resolver. A organização do Receba explica que o nome homenageia a capacidade de superação do brasileiro e o esforço do trabalhador "que recebe a galinha pulando todo o ano, só esperando o carnaval".

Os grupos saíram da Praça da Liberdade em passeata até o Parque Municipal Américo Renné Gianetti pela Avenida João Pinheiro.



Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press
Bloco Receba a Galinha Pulando vai desfilar até o Parque Municipal, no Centro de BH (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)






Veja a programação do Carnaval deste domingo


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL