Turistas descobrem o charme dos hostels de Santa Tereza para passar o carnaval

Estabelecimento caem no gosto dos foliões por ficarem mais perto da folia e em um dos bairros mais boêmios da capital

por Pedro Ferreira 14/02/2015 10:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Magalhaes/EM
Na foto, o francês Christophe Wantelez, dono do Hostel Pousada Lá em Casa (foto: Beto Magalhaes/EM)
Turistas de vários cantos do Brasil e do Mundo estão descobrindo o chame dos hostels e pousadas do Santa Tereza, na Região Leste de Belo Horizonte, para ficarem mais perto da folia e em um dos bairros mais boêmios da capital. Um deles é o Hostel Pousada Lá em Casa. O lugar é simplesmente lindo. O dono, o francês Christophe Wantelez, é uma simpatia em pessoa. Os hóspedes? Só gente bonita e alegre. São de vários estados brasileiros e do exterior: Israel, Estados Unidos, França... O lugar funciona num charmoso casarão da década de 1940 da Rua Eurita, 30. A escadaria em ferro, que leva à varanda, pois tem um porão, é encantadora. Nos fundos, onde antigamente funcionavam uma lavanderia e um canil, foram construídos pequenos quartos inspirados na Praça do Quadrado, em Trancoso, Sul da Bahia. Cada quarto ganhou uma cor diferente: azul, verde, vermelho, branco, amarelo e laranja..., e têm nomes de cidades mineiras: Araxá, Salinas, Sabará....As telhas da pequena vila são francesas, comentei isso com o francês. "Gostei de saber!", disse ele. A diária, para quartos coletivos, com seis a oito camas, ou suítes, fica entre R$ 40 e R$ 120 (valores para feriados e carnaval). No fundo da "Praça do Quadrado", há uma tela de projeção para exibição de filmes ao ar livre, ou de DVDs com músicas de carnaval, bem apropriados para o momento. Não muito longe dali, na Rua Hermilo Alves, 270, fica o Hostel Santa Tereza. A simpatia da gerente Cristie é a melhor recepção que a gente poderia ter. O clima de carnaval está espalhado em cada canto do lugar, com máscaras e alguns agrados para os hóspedes, como colares e chapéus coloridos. A diária do Hostel Santa Tereza custa R$ 40, com direito a café da manhã e roupas de cama. Os quartos são coletivos, mas muito bem arejados e espaçosos. Um charme só.
São três banheiros no casarão antigo, que foi todo reformado e está muito bem cuidado. O hostel é lindo, principalmente por dentro. Os hóspedes têm armários com chave no corredor. Santa Tereza ainda tem outros dois hostels, um deles na Rua Quiberlita, quase chegando no Alto dos Piolhos, um dos pontos mais movimentados da noite e local de concentração de vários blocos carnavalescos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL