Banda Mole volta a dominar avenida e celebra 40 anos de carnaval neste sábado

Tradição em antecipar a folia é coroada por desfile na Avenida Afonso Pena, um dos eventos mais celebrados por foliões da capital

por Ailton Magioli 06/02/2015 07:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
Verdadeira instituição do carnaval de BH, Banda Mole chega a reunir até 50 mil pessoas (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Reunindo tradição (o Grupo Candanguêro, de Ouro Preto) e modernidade (o DJ Anderson Noise, que volta à cidade com seu trio eletrônico que agitou duas edições da festa, em 1999 e 2000), a Banda Mole comemora seus 40 anos de carnaval, orgulhosa por não ter deixado a folia cair na época em que a capital mineira praticamente “morria” durante os festejos de Momo.

 

Clique aqui para conferir toda a programação dos blocos de rua em BH

 

“Esse é o nosso grande mérito”, afirma Luiz Mário “Jacaré” Ladeira, que se reveza com Helvécio “Gaiola” Trotta na presidência da entidade. Atração da Avenida Afonso Pena (entre as ruas da Bahia e dos Guajajaras) neste sábado, 7, a Banda Mole estará recebendo convidados como Terra Samba, Orquestra Mineira de Brega, Zé da Guiomar, Come Keto e o DJ Anderson Noise, além da segunda etapa do 4º Concurso de Marchinhas Mestre Jonas.

“Lutamos com muita dificuldade para chegar até aqui”, admite o presidente Helvécio Trotta, lamentando a dificuldade de patrocínio e a resistência do empresariado em colaborar. Segundo ele, a propagação de bandas e blocos por toda a capital veio coroar a iniciativa precursora da Banda Mole, que, desde 1975, antecipa a folia em uma semana. “Fomos os grandes inspiradores do movimento de resgate do carnaval de Belo Horizonte”, acrescenta Jacaré, ressaltando a gratuidade do desfile, que, nos anos 1990 chegava a reunir 400 mil pessoas.

Restrita a dois quarteirões fechados da Afonso Pena, a Banda Mole recebe agora até 50 mil pessoas, com direito a segurança garantida, além de variados shows. “Foi uma boa solução”, acredita Jacaré, chamando a atenção para o acesso à festa com três entradas: duas pela Afonso Pena e outra pela Álvares Cabral. “Com isso, a violência zerou”, comemora.

BANDA MOLE
Sábado, 7 de fevereiro, das 13h às 18h. Avenida Afonso Pena, Centro. Apresentação dos blocos Baianas Ozadas e Asmare Cultural, seguida do desfile. No palco, Candonguêro (Ouro Preto), Concurso de Marchinhas Mestre Jonas e Charanga do Bororó. Trios elétricos animados por Orquestra Mineira de Brega, Anderson Noise e DJs convidados. Entrada franca. Informações: (31) 3284-0709 e www.facebook.com/bandamole.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL