Marchinhas e blocos embalam carnaval em Nova Lima e Sabará

Grupos tradicionais animam a terça-feira de festa

por Gustavo Werneck Marcelo Faria 04/03/2014 17:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ramon Lisboa/EM/D.A Press
(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Muito aplaudido, o bloco Paraíso dos Moralistas, que completa 65 anos, foi o destaque do carnaval em Sabará. Eles partiram do Largo do Jogo de Bola, no Kaquende, às 14h, embalados pelas muitas vozes cantando 'Pode me chamar de velho, mas continuo a fazer meu carnaval...', o hino do grupo, que é acompanhado pela banda Santa Cecília, com seus instrumentos de sopro e percussão. Ao final do desfile, o tradicional banho de mangueira durou 15 minutos, aliviando o calor dos foliões. “Estou no bloco desde os 12 anos. A gente é meio ‘cachorro perdido’, cada ano sai de um lugar. Só não pode faltar mesmo é o ‘tapa na boca’, o tradicional feijão-tropeiro que todos os componentes do bloco vêm comer na concentração”, disse Francisco Moreira, de 77 anos, mais conhecido como Chico Parola e membro do grupo desde os 12.

Veja imagens do carnaval em Nova Lima e Sabará


Em Nova Lima, o destaque foi o bloco Olosujos – nome que mistura o Olodum, de Salvador, com o Bloco dos Sujos, tradicional da cidade. As marchinhas foram o som da festa, que teve muita irreverência e foliões fantasiados. Além deles, o Borboletas de Xerém homenageou o cantor Zeca Pagodinho, todos vestidos de verde e rosa, as cores da Mangueira, do Rio. “Somos casados, temos nossas famílias, mas gostamos de nos divertir”, disse o vigilante Wanderson Costa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL