Chuva não desanima foliões em Diamantina

A Rua da Quitanda virou o "sambódromo" diamantinense. Jovens não se importaram com a chuva e se divertiram a valer ao som de axé

por Tiago de Holanda 02/03/2014 09:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ramon Lisboa/EM/D.A.Press
Murilo Munhoz, Felipe Vitali, Lucas Prado, Gabriel Gomes e Vítor Mendes não se importaram com a chuva em Diamantina no começo do carnaval (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press)

Diamantina – A chuva da tarde de ontem não desanimou as centenas de foliões que lotaram a Rua da Quitanda, no Centro Histórico de Diamantina. Eles dançavam ao som das bandas de samba e axé que se alternavam em um palco montado sobre o calçamento de pedra.

Algumas pessoas usavam capas, mas a maioria não parecia se importar com a água. Para evitar comprar bebida, jovens carregavam latas de cerveja em isopores e bolsas térmicas. As estudantes de direito Fabíola Macedo, de 24 anos, e Camila Queiroz Hoebert, de 24, moram em Brasília e chegaram a Diamantina na manhã de ontem. Fabíola, que usava um diadema com orelhas de coelho, faz sua primeira visita à cidade. Já Camila, com um falso chapéu da polícia, passa o carnaval em Diamantina pela segunda vez e acredita que o público diminuiu. “Tem pouca gente por enquanto, mas estamos gostando muito”, disse.

Como sempre, a cidade histórica está cheia de turistas, como o grupo de amigos que veio de Santos, no litoral paulista. Parte deles chegou na quinta-feira e outra na sexta-feira. Todos estão hospedados em uma república estudantil, onde cada rapaz paga R$ 200 pela estada até quinta-feira. Eles estreiam no carnaval diamantinense.

O estudante de engenharia de produção Gabriel Gomes, de 18, apreciou o patrimônio histórico preservado. “Essas ruazinhas são iradas. Os prédios antigos criam um ambiente charmoso”, elogiou. Porém, o que mais agradou aos turistas de Santos foi a beleza e a simpatia das folionas. “Em São Paulo, as meninas são fechadas. As mineiras estão lindas”, constatou Felipe Vitali, 19, que cursa o pré-vestibular.

Furtos

A Polícia Militar informou que nenhuma ocorrência grave foi registrada. “Na noite de sexta-feira, tivemos alguns furtos, principalmente de celular e pequenas quantias de dinheiro”, afirmou o tenente Luiz Costa, do 3º Batalhão. “Desde quinta-feira, estamos atendendo algumas ocorrências de perturbação do sossego. Vamos às casas onde há barulho excessivo com um fiscal da prefeitura e fazemos a notificação formal. Em caso de reincidência, apreendemos os aparelhos de som e multa é aplicada”, explicou o tenente.

Ramon Lisboa/EM/D.A.Press
Os jovens Marcelo Gallo de Carvalho e Carol Paixão: folia e capas de plástico como fantasia (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press)

Apesar dos banheiros públicos instalados perto dos locais com maior aglomeração de pessoas, o Estado de Minas flagrou dezenas de foliões urinando na rua, inclusive mulheres.

A Prefeitura de Diamantina espera receber 30 mil turistas até quarta-feira. Ontem, além das bandas que se apresentaram na Rua da Quitanda, estavam previstos shows das bandas Bartucada e Bat-Caverna, apresentações de companhias de dança e o desfile do bloco Os Preguiçosos. A folia tomou conta do Largo da Folia e da Praça do Mercado Velho, no Centro Histórico.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL