Diversidade musical marca pré-carnaval no fim de semana em BH

Axé, tecnobrega, reggae, ska e rock estão entre os ritmos que embalam o aquecimento para a folia

por Fernanda Machado 07/02/2014 17:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Pequena Morte / Facebook / Divulgação / Pedro Prates
A banda Pequena Morte se apresenta na S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L, um dos bailes de pré-carnaval do fim de semana (foto: Pequena Morte / Facebook / Divulgação / Pedro Prates)
Com Pedro Galvão

 

Se no Rio de Janeiro o carnaval é sinônimo de samba e no Recife o som da folia é o frevo, em Belo Horizonte é a diversidade musical que promete dar o ritmo da festa. A programação pré-carnaval deste fim de semana oferece ao público atrações com variados gêneros musicais, indo do tecnobrega ao reggae, passando pelo axé e pelo ska, sem deixar o samba de lado.

Tradicionalmente, o som que se ouvia nas ruas de BH durante o Carnaval eram as marchinhas. Nos últimos anos, com o crescimento da festa na capital mineira, outros ritmos foram ganhando espaço e animando os foliões. Um deles foi a música baiana. Desfilando desde 2012, o bloco Baianas Ozadas arrasta a multidão aos versos de Caetano Veloso, Luiz Caldas, Dorival Caymmi, Carlinhos Brown, e também da Axé Music que se popularizou nos anos 1990 através de grupos como É o Tchan, Terra Samba e Banda Eva.

"Procuramos tocar músicas dançantes e a aceitação é sempre muito boa. Acredito que todo mundo já passou algum carnaval na Bahia ou em algum lugar que tocasse axé, por isso é um som que traz boas recordações às pessoas", explica Renata Andrade Chamilet, uma das responsáveis pelo bloco.

 

• Quem quiser conhecer o som das Baianas Ozadas pode conferir o ensaio aberto que acontece no sábado, dia 8, às 11h, na Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312, no bairro Carlos Prates.

 

Bregarnaval
A música brega também tem lugar na folia de momo belo-horizontina. A Orquestra Mineira de Brega, grupo que faz versões de várias das pérolas desse gênero musical genuinamente popular, organiza na noite de sábado o Terceiro Baile de Bregarnaval. Eles preparam um repertório especial com canções dançantes e contarão com a participação do paraense Felipe Cordeiro, para garantir a pegada do tecno brega.

O baterista  Helbete Trotta explica a proposta da banda no carnaval: “Normalmente tocamos os clássicos do brega, mas no carnaval privilegiamos os grupos de pagode romântico, axé de raiz e também do tecno brega paraense, tudo num ritmo mais dançante, com bastante percussão, bem carnavalesco”.

• A festa será no Granfinos (Av. Brasil, 326, Santa Efigênia), e a entrada custa 40 reais. Quem for fantasiado paga metade.

Reggae, ska e rock
Outro baile pré-carnaval que acontece na noite de sábado é a festa S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L, no Mercado das Borboletas. Com três bandas e Djs, o objetivo do evento é permitir que qualquer um possa carnavalizar, independente da preferência musical. Quem está à frente da iniciativa é a Pequena Morte, surgida em BH há alguns anos e conhecida por seu trabalho que mistura o ska jamaicano com a música brasileira. O grupo é responsável pelo evento há cinco anos.

“A Pequena Morte é uma banda festiva, celebra a vida, apesar do nome, e tem tudo a ver com o carnaval que é uma celebração da alegria”, explica Victor Diniz, produtor da banda e do evento. Segundo ele, a proposta da S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L é aproveitar o carnaval para promover a música autoral entre a população, mostrando que esse tipo de produção também pode ser divertida e dançante.

As outras atrações da noite são o Mohandas, do Rio de Janeiro, que aposta no casamento da música pop com ritmos latinos, caribenhos, indianos e africanos, e o bloco da Alcova Libertina, que faz marchinhas de carnaval com os clássicos do rock, além de outras com letras de contestação política e social. Além das bandas, Djs farão sets de músicas carnavalescas, eletrônica e jamaicana, por conta do Roodboss Soundsystem.

 

• Os ingressos da S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L. variam entre 20 e 40 reais dependendo do lote. Estudantes e pessoas fantasiadas pagam metade.

Samba também entra
Além das atrações mais alternativas, o fim de semana também contará com blocos de rua ensaiando suas marchinhas ao ritmo de pandeiro e tamborim. Um deles será o Bloco Rola Moça que faz ensaio aberto na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza, a partir das 14h do domingo.

PROGRAME-SE: Pré Carnaval de Belo Horizonte

Ensaio aberto do Bloco das Baianas Ozadas
Sábado, 8/2, 11h, Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312, Carlos Prates. Gratuito.

III Baile de Bregarnaval
Orquestra Mineira de Brega convida Felipe Cordeiro (PA)
Sábado, 8/2, 22h, Granfinos (Av. Brasil, 326, Santa Efigênia). 18 anos. Saiba mais sobre ingressos

S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L
Shows: Pequena Morte, Mohandas(RJ) e Bloco da Alcova Libertina
Discotecagem: Roodboss Soundsystem, Cafa Sorridente e Babulina
Sábado, 8/2, 22h no Mercado das Borboletas (Av. Olegário Maciel, 742, 3º piso ). 18 anos. Saiba mais sobre ingressos

Ensaio aberto do Bloco Rola Moça

Domingo, 9/2, às14h, Praça Duque de Caxias, Santa Tereza. Gratuito.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL