Orquestra Mineira de Brega comanda a terceira edição do bregarnaval

Festa acontece neste sábado, no Granfinos

por Walter Sebastião 07/02/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Luisa Rabelo / Divulgação
(foto: Luisa Rabelo / Divulgação)
Começa a esquentar o pré-carnaval de Belo Horizonte. Neste sábado, no Granfinos, vai rolar o 3º Baile Mineiro de Bregarnaval. A folia é movida pelo pessoal da Orquestra Mineira de Brega, com direito a um convidado especial: o paraense Felipe Cordeiro. No repertório, 'Dançando lambada' (Kaoma), 'Preta' (Beto Barbosa), 'Haja amor'  (Luiz Caldas) e 'Lonely boy' (Black Keyes).


Vai ser noitada com referência forte no tecnobrega, na lambada e afins, aditivada com muita percussão para transformar tudo em samba e carnaval, conta Regina Célia, produtora dos mineiros. Felipe Cordeiro também apresenta composições próprias como 'Problema seu' (eleita a música do ano em 2013 pela revista Rolling Stone Brasil) e 'Legal e ilegal'. Ele adianta que fará cover de 'Marcianita'. Aos 30 anos, o cantor vive em São Paulo há dois, mas teve como berço a nova cena musical do Pará.

“O que faço é pop tropical, música latino-americana com ótica pessoal de brasileiro e paraense”, conta Felipe. Referência forte foi o brega. Que, como observa, no Pará é estilo musical de quase meio século e não é sinônimo de cafona. Ponto forte dessa vertente, para ele, é ser estética melódica, divertida e afirmativa: “Não é lamentação sonhadora que não se realiza. São canções que falam do que ocorre na esquina da casa das pessoas, de gente que sai e vai a festas para se divertir.”

Felipe Cordeiro tem músicas gravadas por Gaby Amarantos, Arnaldo Antunes e Maria Alcina, além de dois discos: 'Kitsche pop cult' (2012) e 'Se apaixone pela loucura do seu amor' (2013). Considera que a festa em torno do universo musical do Pará, além de mostrar outro tipo de brasileiro entrando em cena, carrega vontade coletiva, que desde os anos 1990 procura conhecer novas músicas brasileiras, sem ficar preso ao que é feito no Rio de Janeiro e em Salvador.

3º Baile Mineiro de Bregarnaval
Com a Orquestra Mineira de Brega e Felipe Cordeiro. Amanhã, a partir as 22h. Granfinos, Av. Brasil, 326, Santa Efigênia, (31) 3241-1482. Ingressos: R$ 25 (com fantasia) e R$ 50 (sem fantasia). Serão considerados fantasia roupas e adereços de carnaval.

SAMBA
Bartucada faz aquecimento de carnaval hoje, a partir das 22h, no Granfinos. O grupo formado pela união de grupo de amigos e familiares diamantinenses nasceu no carnaval de 1972. E não parou mais. É inclusive atração da folia de Diamantina. Ingressos: R$ 30 e R$ 15.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL