Obra-prima da ficção científica 'A guerra dos mundos' é encenada no CCBB

Com direção de Roberto Alvim e mediação de Afonso Borges, a atriz Juliana Galdino faz leitura dramática do texto

por Márcia Maria Cruz 06/09/2017 08:30
Arnaldo Pereira/Divulgação
Roberto Alvim dirige 'A guerra dos mundos', em cartaz apenas nesta quarta-feira, 06. (foto: Arnaldo Pereira/Divulgação)

Com direção de Roberto Alvim, a atriz Juliana Galdino faz leitura dramática de A guerra dos mundos, obra-prima de ficção científica, escrita por H. G.Wells em 1898. Com entrada franca, a apresentação será nesta quarta-feira, 06, às 19h30, no CCBB, com mediação do produtor e escritor Afonso Borges.

Roberto Alvim diz que o texto traz metáfora potente para se pensar nas relações entre diferentes civilizações. Guardadas as devidas proporções, o diretor cita como exemplo as dicotomias Ocidente/Islã e América/imigrantes.

''O texto de Wells nos permite tratar questões referentes à forma como as civilizações entram em conflito e em processo de aniquilação mútua'', observa Alvim.

Juliana interpreta a atriz que apresenta uma peça sobre a Segunda Guerra Mundial, interrompida por um ataque alienígena. ''Ela fica presa no teatro enquanto a invasão se dá no mundo lá fora'', adianta Roberto. ''A atriz promove uma imersão na vertigem dessa guerra interestelar. É uma metáfora próxima do nosso tempo'', avalia.

O clássico de H. G.Wells recebeu diversas adaptações e leituras. Quando o ataque de marcianos foi narrado no rádio por Orson Welles, em 30 de outubro de 1938, houve pânico entre os ouvintes norte-americanos. No cinema, o clássico inspirou o filme dirigido por Steven Spielberg lançado em 2005, com Tom Cruise no papel principal.

A leitura dramática integra o projeto Histórias Extraordinárias, que leva clássicos da literatura fantástica e de terror para unidades do CCBB no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. O clássico de H. G.Wells foi adaptado pela dramaturga Daniela Pereira de Carvalho.

PARCERIA O monólogo demarca a antiga parceria entre Roberto, Daniela e Juliana. Em 2001, ele conheceu Daniela no projeto Nova Dramaturgia Carioca, realizado no Teatro Carlos Gomes, na capital fluminense. A parceria dele com Juliana tem 12 anos. Os dois fizeram as peças Leite derramado, inspirada no livro de Chico Buarque, e Kiev, com texto do uruguaio Sergio Blanco.

Até janeiro, o projeto vai apresentar Frankenstein, de Mary Shelley, com leitura de Sérgio Roveri; O duplo/ O horla, de Guy de Maupassant, com Eduardo Tolentino de Araújo; A cor que caiu do espaço, de H. P. Lovecraft, por Beatriz Carolina Gonçalves; e O médico e o monstro, de Robert Louis Stevenson, com Rodrigo de Roure.

A GUERRA DOS MUNDOS
Com Juliana Galdino. Direção: Roberto Alvim. Quarta-feira, 06, às 19h30. CCBB. Praça da Liberdade, 450, Funcionários. Entrada franca, com retirada de ingressos a partir das 18h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS