Autora Lara Erber lança livro 'A retornada' no Sesc Palladlim

Além do lançamento da obra, encontro com público vai contar com debate sobre feminismo, arte e literatura

por Márcia Maria Cruz 19/06/2017 08:58
Karl Erik Schollhammer/Divulgação
(foto: Karl Erik Schollhammer/Divulgação )
Laura Erber participa do projeto Caro leitor com o lançamento do livro A retornada (Relicário) nesta terça (20), no Sesc Palladium. Depois de nove anos da publicação de Os corpos e os dias – obra finalista do Prêmio Jabuti –, a carioca volta aos versos e também à experiência limiar da morte.

A retornada traz as marcas da escrita de Laura, como a sinestesia, a relação com a imagem e a intertextualidade. O lançamento será seguido de debate sobre feminismo, arte e literatura. Participarão da mesa a crítica carioca Ana Bernstein e a artista visual paulistana Rosana Paulino.

O livro se estabelece a partir de conversas de Laura com outros escritores a partir de epígrafes. Alguns poemas são construídos como resposta a versos de poetas eleitos como propositores ou fantasmas amigáveis. O livro se inicia com a pergunta-verso da norte-americana Sylvia Plath (1932-1963): “Posso escrever poemas? Por uma espécie de contágio?”

As respostas de Laura se apresentam a partir de diálogos com versos de Heiner Müller, Marina Tsvetaiéva, Ghérasim Luca, Mallarmé, Ted Hughes e Agnès Varda. A escritora brinca com a ideia de se contagiar ou se contaminar com os autores com quem dialoga por meio da poesia. Além de escritora, Laura Erber é artista visual e professora.

Em diálogo com Heiner Müller, a autora fala do significado das imagens: “A imagem transtorna, vem no vento que espalha os papéis”. Assinado pela escritora Heloísa Buarque de Holanda, o posfácio diz: “Encantamento não deve ser explicado, por correr o risco de ser desfeito”.
 
A RETORNADA
» De Laura Erber
» Editora Relicário
» 60 páginas
» R$ 30
 
» Lançamento terça (20), às 18h30, no Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro). Sessão de autógrafos seguida de debate sobre o tema “Feminismo, arte e literatura”. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS