Bazar de Arte Independente tem obras entre R$ 50 e R$ 1 mil em BH

Autores das obras estarão presentes no evento, no Bairro Bonfim, em Belo Horizonte, neste sábado e domingo

por Cecília Emiliana 10/06/2017 08:00
Divulgação
(foto: Divulgação)

Se você acha que ter uma obra de arte assinada em casa é luxo de pessoas com bolsos muito abastados, reveja seus conceitos. Neste fim de semana, o Junta - Bazar de Arte Independente oferece quadros, esculturas, desenhos, fotografias e outros objetos artísticos a preços bem mais acessíveis que o dos leilões ou galerias tradicionais.

Organizado pelos artistas Comum, Thiago Alvim, Baba Jung e Binho Barreto, a segunda edição do bazar conta com trabalhos de 30 mineiros. Os preços das obras vão de R$ 50 a R$ 1 mil. “A ideia é proporcionar um ambiente em que o público se sinta à vontade com a arte, assim como se sente para comprar um tênis, por exemplo. Os autores das obras estarão presentes, logo é também uma oportunidade de interação entre os artistas e seus admiradores”, afirma Alvim.

As técnicas e estilos dos artistas são de diversas vertentes. O pintor Eduardo Fonseca, o ilustrador Eduardo Recife, o artista plástico Rodrigo Mogiz e a grafiteira Maria Raquel Bolinho estão entre as mentes criativas que participam do projeto. “Nós buscamos convidar artistas que, tradicionalmente, não estão presentes no circuito mainstream de arte, como museus, por exemplo. Então teremos artistas de rua, da turma dos quadrinhos, tatuagem, design e por aí vai. Mas os conceitos e as propostas desse pessoal possuem uma coerência”, diz Alvim.

Participante do evento desde a primeira edição, a desenhista Juliana Gontijo vai oferecer seus trabalhos hoje. Além de um espaço de divulgação e valorização de seu trabalho, ela também vê a iniciativa como uma oportunidade de troca de ideias entre artistas. “As galerias são espaços muito importantes, mas lá é um outro esquema. Geralmente, os preços são altos, mas só 50% do valor da obra vai para o bolso do artista. A galeria fica com a outra metade. No bazar, não; a gente paga um mínimo, que é para a manutenção do evento mesmo, e, no fim da feira, sempre rola uma resenha, uma conversa com os expositores. É bem bacana”, diz a artista. Na semana passada, Juliana Gontijo realizou a ação Troco Desenhos, na Galeria de Arte do Centro Cultural Sesiminas, em que ofertava ao público um desenho feito na hora em troca de algo que o visitante quisesse oferecer a ela.

O Junta também se propõe a ser um espaço de descontração. Além de objetos artísticos, será possível consumir drinques e comidinhas. “Vai haver barraquinhas vendendo cerveja artesanal, pizza e outros petiscos. Os vegetarianos e veganos passarão bem. Temos opções bem gostosas para eles”, diz Thiago Alvim.

2º Junta – Bazar de Arte Independente
Hoje (10/6) e amanhã, das 10h às 20h, na Rua Borda da Mata, 65, Bairro Bonfim.
Entrada franca. Mais informações: www.facebook.com/juntabazar

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS