Candeia de Narração Artística começa hoje em BH com profissionais do Brasil e do exterior

Promovida pelo Instituto Abrapalavra, mostra conta com rodas de leitura, espetáculos e intervenções artísticas

por Pedro Galvão 17/05/2017 07:45
Claudia Magnani/Divulgação
Os artistas Aline Cântia e Chicó do Céu coordenam a mostra (foto: Claudia Magnani/Divulgação)
Era uma vez uma antiga tradição, provavelmente datada das primeiras experiências linguísticas mais consolidadas do ser humano, de se reunir para ouvir uma história contada por alguém. Com o passar dos séculos e milênios, mesmo com o surgimento de novas mídias e formas de se comunicar e expressar, a prática não apenas resiste, como é abraçada por um campo artístico dedicado a explorar e perpetuar as formas de contar histórias. Com esse objetivo, o Instituto Abrapalavra lança hoje em BH a primeira edição da mostra Candeia de Narração Artística.

De hoje a domingo serão sete apresentações, com artistas do Brasil e do exterior, além de quatro mesas de debate no Sesc Palladium e em bibliotecas públicas da capital. “O objetivo de ter outros momentos além do espetáculo é colocar a narração como pauta cultural na cidade, a gente vê que o contador fica à margem, não é teatro, não é música, então tentamos valorizar esse artista dentro da cidade, que é um centro pulsante, com vários eventos durante o ano. Vamos discutir desde o fazer artístico até o mercado de trabalho e os espaços que existem para contar história”, explica Aline Cântia, que coordena o evento, ao lado do músico Chicó do Céu.

Mestre em estudos literários pela UFMG, Aline já até lançou um disco em parceria com Chicó, mas foi na contação de histórias que a artista se encontrou. “Quando a gente fala de narrador de história, pensa naquela figura mais tradicional, que contava histórias em casa. Só que agora ele não está mais na sala ou na cozinha, mas no teatro, no museu, nas praças. Esse narrador começa a ter uma pesquisa mais artística e estética sobre aquilo que ele vai apresentar. Não é um ator, mas um artista, que trabalha a música e o corpo”, diz ela, que vai se apresentar no sábado à noite, no Sesc Palladium, ao lado de Chicó do Céu e da italiana Aurora Manjoni, com o espetáculo Contos de lá nos cantos de cá.

PARTICIPANTES
Quem inicia a programação do festival é Gazel Zayad, da Colômbia, e Sandrita Aravena, do Chile. A dupla vai apresentar uma sessão de histórias com narração e leitura em voz alta na Biblioteca do Centro Cultural Vila Fátima, no Bairro Fazendinha, Região Leste de BH, às 10h. Em seguida, às 14h, o amapaense Joca Monteiro e a alagoana Linete Matias contam suas histórias na Biblioteca Regional do Bairro Jardim Guanabra, Região Norte da capital. À noite, na abertura oficial da mostra, no Sesc Palladium, o cantador popular Sebastião Farinhada, de Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, traz seus causos e experiências típicas do interior de Minas, antes do mestre em narração oral Giba Pedroza, de São Paulo, subir ao palco com seu espetáculo No colo da menina infância, que reúne, cantigas, poemas e outras narrativas.

A ideia da curadoria é misturar artistas de diferentes origens e sotaques, em várias partes da capital, tornando a edição inaugural da Mostra Candeia mais plural e democrática. “O fio que conduz é a palavra oral, narrada ou cantada. Queremos mostrar que o contador pode ser o cara do interior, como o Farinhada, ou o profissional, que vive disso”, afirma a coordenadora da mostra, fazendo questão de lembrar que alguns espetáculos são indicados para maiores de 14 anos, enquanto outros são voltados para toda a família e o público infantil.

Programação

Confira a agenda da mostra hoje e amanhã

HOJE (17/05)
» 10h – Sessão de histórias com narração e leitura em voz alta – Gazel Zayad (Colômbia) e Sandrita Aravena (Chile); classificação: livre. Biblioteca Regional do Centro Cultural Vila Fátima (Rua São Miguel Arcanjo, 215, Fazendinha)
» 14h – Sessão de histórias com narração e leitura em voz alta – Joca Monteiro (Amapá) e Linete Matias (Alagoas); classificação: livre. Biblioteca Regional do Centro Cultural Jardim Guanabara (Rua João Álvares Cabral, 277, Jardim Guanabara).
» 20h – Abertura oficial da Mostra. Intervenção artística: Sebastião Farinhada (MG). Espetáculo No colo da menina infância, com Giba Pedroza (SP). Classificação: livre. Sesc Palladium – Teatro de Bolso (Av. Augusto de Lima, 420, Centro)

AMANHÃ (18/05)
» 10h – Roda de Leitura – Gazel Zayad (Colômbia) e Sandrita Aravena (Chile). Classificação: livre. Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (Praça da Estação – Rua Aarão Reis, s/nº, Centro)
» 17h30 – Intervenção artística – Silas da Fonseca (MG). Mesa: O lugar da narração de histórias nas artes integradas: a potencialidade da palavra. Participantes: Linete Matias, Giba Pedroza e Gislayne Matos (MG). Mediadora: Aline Cântia. No Sesc Palladium – Teatro de Bolso
» 20h – Espetáculo em espanhol: Cuentos para reír y cantar, com Gazel Zayad (Colômbia). Classificação: livre. Sesc Palladium – Teatro de Bolso

Candeia – 1ª Mostra Internacional de Narração Artística de BH
De hoje a domingo (21/05), no Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro) e em bibliotecas regionais de BH. Entrada franca, com retirada de ingressos 30 minutos antes do evento. Informações e programação completa: (31) 99950-4942 e www.institutoabrapalavra.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS