Ingressos para Maria Bethânia com 'Grande sertão' esgotam em menos de uma hora

Cantora vai recitar trechos da obra no Grande Teatro do Palácio das Artes, no domingo. Foram distribuídos 1,5 mil ingressos gratuitos

por Márcia Maria Cruz 04/11/2016 08:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Paulo Filgueiras/EM/DA Press
Fila segue pela calçada da Avenida Afonso Pena, ao lado do Parque Municipal (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)

Os fãs não se importaram de esperar até 12 horas na fila para conseguir ingresso para a leitura do Grande Sertão: veredas que será feita pela cantora Maria Bethânia. Parte da programação do evento Rosa Expandido, promovido pela Fundação Clóvis Salgado, a apresentação de Bethânia é inédita e conta com a curadoria da professora de história da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Heloisa Starling. A fila que começou a se formar na noite de quinta, por volta das 8h de sexta, seguia pela Avenida Afonso Pena quase até a esquina com a Rua da Bahia.

Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS
Anderson Martins e Fabiano Nogueira foram os primeiros a chegar na noite de quinta, às 21h45 (foto: Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS)

O arquiteto Fabiano Nogueira, de 37 anos, e Anderson Martins, de 19, foram os primeiros a chegar no noite de quinta, às 21h45. "É o reconhecimento dela. O desejo de prestigiar por entender o talento e a importância dela para a música e também reconhecer a grandeza de Guimarães Rosa", diz Fabiano. Ele lembra que os fãs da cantora fazem uma imersão na cultura brasileira, dada a atenção dela para a literatura, poesia e outras manifestações populares.

 

Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS
Moisés Oliveira fez amizades durante a espera de 12 horas (foto: Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS)

Para passar a noite no  relento, cada um encontrou uma estratégia. A melhor delas, segundo o consultor óptico, Moisés Oliveira, de 28, é fazer amizades. Na manhã desta sexta, já havia conquistado todos os que chegaram no mesmo horário que ele, por volta das 22h de quinta. Com uma túnica com a imagem de Iemanjá,as pessoas brincavam dizendo que eram as vestes da menina de Oyá, em referência à forma como a cantora é chamada. "É muito divertido. Vale a pena esperar 12 horas para ver Bethânia. Tudo que ela canta eu amo.  As músicas falam sobre mim, da maneira como eu vejo a religiosidade, o amor. Me identifico com tudo o quê ela canta", diz, afirmando que seu sonho é conhecê-la. Questionado sobre virar a noite para conseguir o ingresso, ele responde com trecho que faz referência à canção da ídola: "começaria tudo de novo se preciso fosse, meu amor."

 

A distribuição dos ingressos teve início, pontualmente, às 10h, com um pequeno princípio de tumulto devido a algumas pessoas que tentavam furar a fila. A maquiadora Simone Lemos, de 44, foi uma das que gritou "caloteira" para uma mulher que não quis ser identificada que, segundo pessoas que aguardavam, chegou na manhã de sexta, bem depois dos primeiros fãs, e tentou ficar no início da fila. "Ela chegou às 8h da manhã, eu cheguei na madrugada, às 3h40. Não deixamos que ela entrasse na  nossa frente". A mulher que tentatava burlar as regras foi barrada pelos seguranças e, sem êxito, foi embora. 

 

Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS
Lígia Albuquerque: "achei que não conseguiria, quando vi que a fila estava quase próximo à Rua da Bahia" (foto: Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS)

A funcionária pública Lígia Albuquerque de Araújo, de 52, chegou às 10h de sexta e temia não conseguir o ingresso quando viu que a fila estava quase próxima à esquina da rua da Bahia.  "Não imaginei que conseguiria. Mas estava bem organizado", disse já com o ingresso na mão. Cada pessoa recebeu um único ingresso, que foi distribuído de forma aleatória. Não houve demora na distribuição. Às 10h56, um segurança informou a cerca de 30 pessoas que ainda aguardavam que os ingressos haviam esgotado. Houve frustração, mas sem tumulto as pessoas se dispersaram. 

 

Os amigos Wagner Pinheiro, de 31, Tatiana Brant, de 30, Nayhara Martins, de 28, Keila Melo, de 31, comemoraram ter conseguido, cada qual um ingresso dos 1,5 mil que foram distribuídos. "Bethânia é maravilhosa. Nossa divã. Ela ler trechos de Guimarães é a perfeição", arrematou Tatiana.

Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS
Wagner, Tatiana, Nayhara e Keila vibram e consideram que a apresentação será histórica (foto: Márcia Maria Cruz/EM/D.A PRESS)
 

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS