Até domingo, festival colaborativo desenvolverá ações em BH para combater a intolerância

Evento na Praça da Liberdade tem como foco a gentileza e prevê oficinas, debates, shows e piquenique

por Walter Sebastião 26/10/2016 09:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Um festival com cinco dias de duração, cujo objetivo é pôr em pauta a cordialidade na vida urbana. Discutir, por exemplo, o ato de jogar lixo na rua. Ou a buzinação desnecessária. E ainda os xingamentos e a agressividade no trânsito. Os organizadores estão convictos de que há formas de melhorar as relações, seja ao vivo ou nas redes sociais.

Bertrand Guay/AFP
Criado pela artista americana Candy Chang, painel convida o cidadão a revelar seus sonhos (foto: Bertrand Guay/AFP)

O Festival da Gentileza começa hoje, na Praça da Liberdade. Até domingo, a programação prevê oficinas, debates, shows, piquenique e ações do bem viver. “Gentileza é para ser distribuída”, afirma Patrícia Tavares, criadora do evento. “Vamos mostrar as várias formas de ser gentil”.

A proposta é inspirar atitudes transformadoras. “O que estamos fazendo é colocar uma pergunta importante: como você quer levar a vida?”, diz a empresária e publicitária. Para ela, diante da sensação de crise no Brasil e no mundo, as pessoas têm duas opções: reclamar do que ocorre à sua volta ou arregaçar as mangas e propor algo.

“Não queremos ficar só reclamando”, avisa Patrícia Tavares. Ela sonha que ações práticas surjam a partir do encontro. E admite: tem dúvidas sobre como enfrentar a mistura de agressividade e falta de educação que avança sobre a vida contemporânea. “Foi por isso que achei bom chamar mais gente para conversar sobre o assunto”, justifica.

LONDRES

A ideia do festival surgiu durante uma viagem a Londres, há dois anos. Chamou a atenção de Patrícia um mural da chinesa Candy Chang colocado na rua, que atualmente está exposto em Paris. O quadro traz um texto dizendo: “Antes de morrer, eu quero…” O público completa a frase. Chang estará em BH e um quadro como aquele será erguido na Praça da Liberdade.

“Aquilo mexeu comigo. Fiquei pensando no que queria para a minha vida. A resposta foi: estar conectada com projetos do bem”, revela Patrícia. De volta ao Brasil, conversando com amigos sobre como dar corpo àquela intenção, veio a ideia do Festival da Gentileza. Houve quem achasse tudo ingênuo demais, mas também quem decidiu dar corda à empreitada. Para a publicitária, está tudo certo: “São posições antagônicas, com as quais todos convivem no dia a dia”.

Ao tema da gentileza se somarão outras questões. A sustentabilidade é uma delas, assim como a alimentação, a necessidade de estimular a reflexão e o cuidado com a memória urbana. Escritores foram convocados para ajudar. “Tudo o que os grandes poetas escrevem traz um olhar que passa pela gentileza”, justifica Patrícia.

 

O evento é realizado colaborativamente – aspecto importante, segundo ela, tanto para ir além dos interesses comerciais quanto pela necessidade de aglutinar forças. Para a publicitária, por meio de iniciativas assim são gestadas novas formas de construir propostas.

“Estimular a gentileza é bandeira que não tem dono”, brinca Patrícia Tavares. “E não dá para fazer nada sozinho”, acrescenta, observando que famílias, escolas e redes sociais precisam se mobilizar. A proposta é que o evento ocorra uma vez por ano, seja permanente nas redes sociais (sob a tag verbogentileza) e abrigue o ativismo. A turma já promoveu algumas ações, como distribuir flores na Praça Sete, ganhando beijos, abraços e sorrisos em troca.

PROGRAMAÇÃO

HOJE
Praça da Liberdade
16h: Grupo Magnólia. Batucada e jazz
18h: Inauguração do painel Before I die
18h às 22h: Videopoemas

CCBB
19h às 22h: Debate Cidades sustentáveis,
soluções criativas
20h: Projeção de videopoemas


AMANHÃ
Praça da Liberdade
Portal da gentileza e painel Before I die
18h às 22h: Videopoemas
19h às 22h: Literatura e memória urbana.
Com Fabricio Marques

CCBB
19h30 às 22h: Debate Gentileza e sustentabilidade como inspiração para projetos colaborativos e ocupação do espaço público.
Com Candy Chang

SEXTA-FEIRA
Praça da Liberdade
Portal da gentileza e Before I die
18h às 22h: Videopoemas
Casa Fiat
19h às 22h: Debate Novas escritas, a cidade
que se desenha


SÁBADO
l Praça da Liberdade
9h às 10h: Kundalini Yoga. Com Bella
Líbero Ramjeet
10h às 22h: Portal da gentileza, Before I die, piquenique, feira de produtos sustentáveis, gastronomia e artesanato
10h às 14h: Oficinas infantis
10h às 14h: Feira de adoção de animais
11h: Fancy Trio
14h: Oficina com materiais recicláveis.
Com Léo Piló
14h: Show do Trio Bola Preta
15h: Oficina de horta em garrafas PET
16h: Maíra Rodrigues. Projeto Dançando na rua
18h às 22h: Videopoemas
19h: Show do Quinteto Radio Swing e do grupo Be Hoppers (dança)

DOMINGO
l Praça da Liberdade
10h às 22h: Portal da gentileza e Before I die
18h às 22h: Videopoemas

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS