Exposição na UFMG traz releituras de Portinari e Drummond sobre Dom Quixote

Mostra ficará aberta no saguão do prédio da reitoria da UFMG até o dia 30 de novembro com entrada gratuita

por Estado de Minas 09/09/2016 10:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
UFMG/Divulgação
UFMG recebe exposição que alia obras de Portinari e Drummond. (foto: UFMG/Divulgação )
 
A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) abriu na última quinta-feira, 8, a exposição Dom Quixote - Portinari e Drummond: releituras de Cervantes. A mostra traz 21 desenhos, entre originais e reproduções, do artista brasileiro Cândido Portinari. Para cada obra, Carlos Drummond de Andrade dedicou uma glosa poética, que também são apresentadas na exposição. 

O ano de 2016 marca os 400 anos da morte de Miguel de Cervantes. O escritor espanhol é apontado como um dos nomes mais importantes da história da literatura mundial. Sua principal obra, Dom Quixote de la mancha, é considerada precursora do romance moderno. 
 
A inciativa se viabilizou a partir de uma doação do professor aposentado do Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP), José Carlos Sebe Bom Meihy, que entregou à UFMG  um exemplar da publicação Dom Quixote: Cervantes, Portinari, Drummond, de 1978. 

A obra traz 21 desenhos de Portinari em tamanho original e as respectivas glosas poéticas de Drummond. Segundo Fabrício Fernandino, curador da exposição e professor da Escola de Belas Artes da UFMG, ''é o olhar do artista sobre o olhar do artista''.  Ele ainda frisa a importância da exposição. ''A proposta de Dom Quixote era justamente de fazer o bem. Num cenário de caos como este pelo qual passa o Brasil, é inspirador''. 
 
Dom Quixote - Portinari e Drummond: releituras de Cervantes 
Saguão do prédio da Reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
Entrada gratuita.  
 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE ARTES E LIVROS