BH Music Station 2016

DATA

  • 27/08/2016 à 03/09/2016
  • Hora início: 00:15
  • Hora fim: 05:00

LOCAL / INFO

PREÇOS

  • Inteira:10,00
    Meia:5,00

Repleto de novidades e energia positiva, o festival agitará a madrugada dos sábados (27 de agosto e 3 de setembro) com uma programação musical recheada rock, MPB, carimbó, manguebeat, funk, rap, eletrônica e muita diversão

&ldquoSerá só imaginação? Será que nada vai acontecer? Ô ô ô ô ô ô ô ô ô&rdquo... Vai acontecer sim! A oitava edição do trem mais animado da cidade está de volta. Nos dias 27 de agosto e 3 de setembro, as estações do metrô de BH serão tomadas pela música. O embarque continua sendo na estação Central, porém, o trem musical irá para o sentido oeste de Belo Horizonte. O público desembarcará na inusitada e mágica estação Oficina, ainda pouco conhecida dos usuários do transporte coletivo. Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, com o projeto Legião Urbana XXX Anos, além de Nação Zumbi, Dona Onete, Orquestra Noche Cubana, Dashdot e Woo2tech, já estão confirmados nessa viagem.

 

A festa Noite Maravilhosa também estará no evento, trazendo a Brassil Melody Band e os DJs Jaka, Kin e Deivid. Afinal, o BH Music Station deste ano está em clima de curtição! &ldquoEstamos em um período de crise econômica e política, e necessitamos de uma válvula de escape. As pessoas precisam de uma injeção de alegria para conseguir seguir em frente. Teremos uma decoração toda voltada para boate, balada e muita energia positiva. A ideia é que a pessoa entre no metrô e encontre um local festivo, no qual possa se divertir e ter uma madrugada inesquecível, com performances lúdicas. Haverá mágicos, cartomantes, videntes e ciganas para lerem as mãos do público. Queremos novas perspectivas. Queremos um futuro melhor&rdquo, explica Márcia Ribeiro, diretora da Nó de Rosa Produções, realizadora do evento.

 

Diversidade artística, liberdade de deslocamento, ritmos variados, gente de todas as tribos e um balanço que proporciona uma experiência incrível. O evento tem como objetivo oferecer uma programação cultural diversificada num local surpreendente. &ldquoTeremos artistas que representam diferentes regiões do Brasil, como Pará (Dona Onete), Recife (Nação) e Brasília (Legião). Também teremos uma variedade enorme de estilos, que vai do funk (Brasil Melody Band) até a música latina (Orquestra Noche Cubana)&rdquo, enfatiza o produtor Gegê Lara.

 

Arte urbana

Para Márcia, o metrô é um espaço de conexões. Além de levar diversas pessoas aos bairros da cidade, o local também pode ser usado para disseminar cultura e conectar várias tribos em um mesmo evento. &ldquoNo metrô, a diversidade cultural está presente o tempo inteiro. E foi a partir dessa leitura que decidimos utilizar elementos urbanos na comunicação deste ano. Utilizamos fotografias de alguns grafites do conjunto da Praça da Estação. Iremos usar tanto as artes do local como os artistas que circulam por ali&rdquo, afirma.

Além das atrações que se apresentarão nos palcos, o evento contará com intervenções culturais nas plataformas e nos vagões do metrô. A proposta é ser mais do que um festival de música. É, literalmente, levar o público numa viagem pelas diversas manifestações artísticas, como artes plásticas, grafite, dança, música, instalações e outros. As atrações móveis serão divulgadas em breve!

 

Sobre Skol

A Skol sempre foi uma marca democrática, presente em diversos movimentos socioculturais, e a favor da liberdade de escolha e da diversidade. Líder absoluta de mercado desde 1998, a Skol atua com pioneirismo, irreverência, espírito jovem, buscando sempre surpreender o consumidor com ações inovadoras. Comunicação pioneira, inovação e realização de eventos culturais são as frentes de atuação da marca. 

noderosa.com.br

+EVENTOS

Eventos

VÍDEOS RECOMENDADOS