ORQUESTRA DE CÂMARA SESIMINAS RECEBE DUO ASSAD NA SÉRIE SEMPRE ÀS QUARTAS NO TEATRO SESIMINAS

DATA

  • 03/08/2016 à 03/08/2016
  • Hora início: 20:00

LOCAL / INFO

PREÇOS

  • Inteira:3,000
    Meia:1,500

Reconhecido pela crítica internacional como o melhor duo de violões, o Duo Assad é o convidado da Orquestra de Câmara SESIMINAS para concerto no dia 03 de agosto.

Dentro das comemorações de seu 30º aniversário, a Orquestra de Câmara SESIMINAS recebe o reconhecido Duo Assad formado pelos irmãos Sérgio e Odair Assad. Sob regência do maestro Marco Antonio Maia Drumond o concerto é o quinto da série &ldquoSempre às Quartas&rdquo. Essa edição traz os irmãos Assad conhecidos mundialmente pelo repertório eclético e corajoso que os ajudou a estabelecer novos padrões para o conceito de virtuosismo. O concerto será realizado no dia 3 de agosto, no Teatro SESIMINAS, às 20h, com ingressos a R$30 (inteira) e R$15 (meia). No programa, obras de Tchaikowsky, Sérgio Assad, Astor Piazzola e Radamés Gnatalli.

O programa será aberto com a execução da Serenata para Cordas em Dó Maior op. 48, de Tchaikowsky. Trata-se e uma das obras mais conhecidas para orquestra de arcos. Disposta em quatro movimentos, a peça tem a belíssima valsa e a Elegia que traduz com perfeição toda a melancolia vivida pelo autor. Seu movimento final apresenta um tema folclórico russo, tão comum na composição do mestre.

Na segunda parte duas obras serão executadas pelo duo, uma delas escrita por Sérgio Assad &ndash Tahhiyya Li Ossoulina, que conquistou o título de melhor composição clássica contemporânea na 11ª edição do Grammy Latino. Em seguida, interpretam Bandoneon e Zita, ambas de Astor Piazzolla.

E para terminar a noite, a Orquestra de Câmara SESIMINAS retorna ao palco para a execução do Concerto para Dois Violões, do compositor brasileiro Radamés Gnatalli. Escrita em 1973, a obra é dedicada ao próprio Duo Assad.

Os Assad

Nascidos no interior do estado de São Paulo, Sérgio e Odair Assad começaram a tocar juntos ainda muito jovens. A carreira internacional começou com um dos mais importantes prêmios para o violão, o Young Artist Competition, em Bratislava, em 1979. Incontestável virtuosismo e técnica impecáveis inspiraram compositores a escreverem músicas especialmente para os Assad, entre eles Astor Piazzolla, Terry Riley, Radamés Gnattali, Marlos Nobre, Nikita Koshkin, Roland Dyens, Edino Krieger, Francisco Mignone e mais recentemente o cubano Leo Brouwer. Atuaram com renomados artistas como Yo Yo Ma, Nadja Salerno-Sonnenberg, Fernando Suarez Paz, Paquito D&rsquo Rivera, Gidon Kremer e Dawn Upshaw, além do Turtle Island String Quartet, com quem se apresentaram em turnê no Brasil em 2010.

Em 2001, a Nonesuch lançou o CD Sérgio e Odair Assad Tocam Piazzolla, que rendeu para o Duo um Grammy Latino. O sétimo álbum da Nonesuch, lançado em 2007, Jardim Abandonado, foi nomeado para o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum Clássico, mesmo ano em que Sérgio recebeu o prêmio Grammy de Melhor Compositor por sua música, Tahhyya Li Ossoulina.

Sérgio escreveu um novo concerto para dois violões e orquestra sinfônica, estreado em 2011, com a Orquestra Sinfônica de Seattle. No Brasil, a première desta obra aconteceu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com a Orquestra Petrobras Sinfônica, em agosto de 2012. Neste mesmo ano, se apresentaram nos Estados Unidos, na turnê Viva Brasil, com Yo Yo Ma, que gerou um EP, disponível no I Tunes.

Em 2013, apresentaram-se com Paquito D´ Rivera em turnê pelos Estados Unidos com o show Dances from the New World, gravado pela GHA, nomeado para o Grammy. Relançaram na Europa o CD The Debut Concert, Live in Brussels, de 1983. Em 2014, entre outras atividades, apresentaram-se no prestigiado Festival de Cartagena, na Colombia e em turnê com a Família Assad pelos Estados Unidos. Residindo nos Estados Unidos e na Bélgica desde os anos 80, os irmãos Assad completaram cinquenta anos de carreira em 2015, data comemorada no Brasil com turnês que os levaram a 30 cidades e com a gravação do CD O Clássico Violão Popular Brasileiro, seguindo-se as comemorações em inúmeras apresentações pelos Estados Unidos, Europa e Ásia.

 

Sobre a Orquestra de Câmara SESIMINAS

Criada em Belo Horizonte, em 1986, pelo então presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Nansen Araujo, a Orquestra de Câmara SESIMINAS, sob a regência do fundador e titular Maestro Marco Antônio Maia Drumond, caracteriza-se, principalmente, pelos concertos de cunho didático, com a finalidade maior de levar, ao industriário &ndash seu público-alvo &ndash, o repertório camerístico de boa qualidade.

Ao longo de sua existência, a Orquestra tem ampliado seu espaço musical, ao atuar na área da música popular e erudita brasileira, executando Tom Jobim, Pixinguinha, Villa-Lobos, Cláudio Santoro, entre outros. Com o objetivo de trabalhar para a formação de um público atuante e participativo, fortalecendo e elevando o padrão cultural da população, realiza várias apresentações em galpões, pátios de empresas, escolas e canteiros de obras, tornando a cultura musical acessível a todos os segmentos da sociedade.

A Orquestra também faz apresentações nas principais salas de concertos e teatros de Minas Gerais, entre elas, o Palácio das Artes, Teatro SESIMINAS (sua sede), Teatro Pró-Música e Cine Teatro Central de Juiz de Fora, Teatro Municipal de Ouro Preto e Teatro SESIMINAS de Mariana. Fora do estado, apresentou-se no Festival de Inverno de Campos (RJ) e em Natal (RN).
 
Outro destaque é a excelência de suas apresentações, com a participação de solistas internacionais convidados, dentre os quais, destacam-se os violinistas Paulo Bosísio, Cláudio Cruz, Maiuccia Iacovino, Leopold LaFosse e Vadim Brodsky, o pianista Nelson Freire, o duo Assad, o violoncelista Antônio Menezes, o violista Horácio Schaffer e o regente polonês Jaroslaw Lipke. Em 2013, a Orquestra realizou turnê com o pianista Arthur Moreira Lima por 10 cidades mineiras, além de apresentações com a banda Jota Quest e Skank, por ocasião das comemorações dos 80 anos da Fiemg.

A Orquestra de Câmara SESIMINAS tem se firmado como conjunto de alta qualidade artística, com uma média de 40 concertos anuais.

 

SERVIÇO

Orquestra de Câmara SESIMINAS

03 de agosto (quarta-feira) - 20h

Teatro SESIMINAS  &ndash Rua Padre Marinho, 60 - Santa Efigênia &ndash BH-MG

 

Marco Antonio Maia Drumond, regente

Duo Assad, violões

 

Primeira Parte

- P. I. Tchaikowsky &ndash Serenata para Cordas em Dó Maior op. 48

Pezzo in forma de sonatina &ndash Andante non tropo &ndash alegro moderato &ndash andante non tropo

Valsa &ndash Moderato &ndash Tempo di valsa

Elegia &ndash Larghetto elegíaco

Finale (Tema Russo) &ndash Andante &ndash alegro con spiritu

Segunda Parte

- S. Assad &ndash Tahhiyya Li Ossoulina

- A Piazzolla &ndash Bandoneon

- A Piazzolla &ndash Zita

- R. Gnatalli &ndash Concerto para duas guitarras

Allegro moderato

Adagio

Com espírito

Ingressos: R$ 30,00 (Inteira), R$ 15,00 (Meia). 

20% de desconto sobre o valor da inteira para funcionários da indústria, para venda na bilheteria do Teatro, com apresentação do crachá na entrada.

Meia-entrada para estudantes e maiores de 60 anos, mediante comprovação.

Vendas na bilheteria do Teatro SESIMINAS e pelo site  www.ingresso.com

Mais Informações: 3241-7181

www.teatrosesiminas.com.br

+EVENTOS

Eventos

VÍDEOS RECOMENDADOS